Portuguese PT English EN Spanish ES
Evento nacional de incentivo à leitura no socioeducativo começa nesta sexta (8/7)
Evento nacional de incentivo à leitura no socioeducativo começa nesta sexta (8/7)
Compartilhe

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) inicia, nesta sexta-feira (8/7), o evento Caminhos Literários no Socioeducativo – Pelo Direito à Leitura. Essa é a primeira jornada literária nacional dedicada a esse público e vai conectar unidades socioeducativas em todo o país. O primeiro dia terá transmissão ao vivo pelo canal do CNJ no YouTube, das 10h às 17h30. A programação segue ao longo do mês, com convidados e convidadas e participação ativa de adolescentes em privação de liberdade.

A expectativa é reunir mais de mil pessoas para debater a importância da leitura e da literatura como direito fundamental e prática para liberdade e apresentar projetos bem sucedidos em diferentes partes do país. Além de adolescentes do sistema socioeducativo, participarão escritores, artistas e representantes dos sistemas de Justiça e de Garantia de Direitos.

Confira a programação completa

Nas próximas três sextas-feiras do mês de julho, serão abordados temas culturais, como rimas e poesia, teatro e música. Encerrando o ciclo de atividades, jovens de dez unidades socioeducativas vão apresentar os trabalhos desenvolvidos para promoção à literatura, em encontro com a participação do poeta Sérgio Vaz.

O Caminhos Literários no Socioeducativo é desenvolvido no âmbito do programa Fazendo Justiça, executado pelo CNJ em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) para superar desafios estruturais no campo da privação de liberdade. De forma paralela, está sendo desenvolvido o censo de leitura no socioeducativo, que dará subsídios para a elaboração de um Plano Nacional de Fomento à Leitura. A atividade integra o ciclo de formações em comemoração aos 10 anos do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase).

Leitura no sistema socioeducativo

O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) atribui às unidades socioeducativas o dever de ofertar escolarização de qualidade e não discriminatória a adolescentes e jovens em privação de liberdade, assim como atividades culturais e de lazer. Além de um direito fundamental, o acesso à leitura por esse público se torna prioridade na formulação de políticas públicas, por estarem em desenvolvimento. A atividade se alinha, ainda, ao Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 4 das Nações Unidas, que trata do acesso à educação de qualidade.

Serviço

Caminhos Literários no Socioeducativo – Pelo Direito à Leitura
Quando: sexta-feira (8/7), das 10h às 17h30
Onde: canal do CNJ no YouTube
Mais informações: https://www.cnj.jus.br/agendas/caminhos-literarios-no-socioeducativo-pelo-direito-a-leitura/

Texto: Isis Capistrano e Pedro Malavolta
Edição: Débora Zampier
Agência CNJ de Notícias

Assista ao primeiro dia do evento no canal do CNJ no YouTube

Manhã

Tarde

Macrodesafio - Aprimoramento da gestão da Justiça criminal

A
Fechar Menu