Portuguese PT English EN Spanish ES
Seminário digital debate a pandemia da Covid-19 e o impacto no acesso à Justiça
Seminário digital debate a pandemia da Covid-19 e o impacto no acesso à Justiça

Estão abertas até quarta-feira (19/8) as inscrições para o seminário digital “A pandemia e o acesso à Justiça: impactos, transformações e novos desafios”. O evento é organizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Escola da Magistratura do Rio Grande do Norte (Esmarn) e vai apresentar e discutir os fatos jurídicos, suas repercussões durante o período de afastamento social causado pela pandemia da Covid-19 e os reflexos na produção, eficiência e acesso ao Judiciário, bem como o papel da Escola de Magistratura no aperfeiçoamento dos magistrados e servidores nestes novos tempos.

Magistrados, advogados e servidores da Justiça interessados em participar devem se inscrever neste formulário eletrônico

O seminário será nesta sexta-feira (21/8), às 9h, por meio da plataforma Cisco-Webex e com transmissão ao vivo pelo canal do CNJ no YouTube. O conselheiro do CNJ Emmanoel Pereira fará a abertura e a mediação do evento, que conta com três painéis.

No primeiro, “As ações do Poder Judiciário em tempos de pandemia”, participam o corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, o ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Aloysio Corrêa da Veiga, e os corregedores-gerais de Justiça do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), desembargador Amaury Moura Sobrinho, do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT21), desembargadora Pérpetuo Wanderley, e do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), desembargador Carlos Rebêlo.

O segundo painel  debate “A Justiça no novo normal”, com o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Paulo de Tarso Sanseverino, da juíza auxiliar da Corregedoria Nacional e coordenadora de Pesquisa da Esmarn, Keity Saboya, da presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Renata Gil, e do secretário-geral do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, José Alberto Simonetti.

O último painel tem como tema “Formação do magistrado na pós-pandemia: novos paradigmas”, com o ministro do STJ Luis Felipe Salomão, o diretor da Esmarn, desembargador Saraiva Sobrinho, o diretor da Ejud-21, desembargador Eridson Medeiros, e o diretor da Esmafe-5, desembargador Rogério Fialho.

Agência CNJ de Notícias

A
Fechar Menu