Portuguese PT English EN Spanish ES
Conselheira fala sobre acesso à Justiça em seminário do Judiciário do Maranhão
Conselheira fala sobre acesso à Justiça em seminário do Judiciário do Maranhão
Arte: TJMA

A conselheira do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Flávia Pessoa participa, nesta terça-feira (6/7), às 19h, do I Seminário Estadual de Diversidade e Antidiscriminação, promovido pelo Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA). Flávia, que é presidente da Comissão Permanente de Democratização e Aperfeiçoamento dos Serviços Judiciários e membro do Observatório dos Direitos Humanos no Poder Judiciário, vai falar sobre as ações do CNJ para a democratização do acesso à Justiça, reconhecendo as diversidades da população e promovendo a equidade.

O encontro, com transmissão ao vivo no canal da Escola Superior da Magistratura (ESMAM) no YouTube, é um espaço para debate e disseminação de informações e normas legais sobre o tema, como forma de conscientização, formação e aperfeiçoamento de operadores do Direito e da sociedade. Além da palestra da conselheira do CNJ, a abertura contará com o lançamento do site do Comitê de Diversidade do TJMA, que será uma plataforma de suporte e disseminação das ações e projetos relacionados ao órgão.

O seminário prossegue nas tardes desta quarta (7) e quinta-feira (8/7), com participação de pessoas que são referências na defesa dos direitos humanos, identificação e combate à discriminação, preconceito e outras expressões de desigualdade. Serão abordados o enfrentamento ao racismo, LGBTfobia, etarismo e capacitismo, em consonância com os objetivos da Agenda 2030 da ONU para o Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Além das equipes do TJMA e de outros tribunais, o encontro recebeu inscrições de acadêmicos, estudantes de universidades e da rede estadual de Ensino Médio, profissionais das carreiras jurídicas e representantes de instituições públicas, privadas e movimentos sociais com atuação em diversidade e antidiscriminação, além de lideranças comunitárias e outras pessoas interessadas.

Agência CNJ de Notícias
com informações do TJMA

A
Fechar Menu