Portuguese PT English EN Spanish ES
Prorrogadas para 13 de junho inscrições do Módulo V do Curso em LIODS
Prorrogadas para 13 de junho inscrições do Módulo V do Curso em LIODS

O Conselho da Justiça Federal (CJF) prorrogou até o dia 13 de junho as inscrições para o Módulo V do Curso Modular em Laboratório de Inovação, Centro de Inteligência e Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (LIODS). A capacitação, na modalidade de ensino a distância (EaD), será realizada de 16 de junho a 2 de julho.

O módulo, em fase de credenciamento pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam), disponibiliza 120 vagas, sendo 60 para magistratura e 60 para servidores e servidoras, abrangendo todas as esferas e instâncias da Justiça. Caso haja mais pessoas interessadas do que o número de vagas oferecido, haverá a realização de sorteio.

Para participar do processo seletivo, é necessário o envio de um arquivo pdf do diploma de conclusão de graduação, em qualquer área, até o dia 13 de junho, para o e-mail sce@cjf.jus.br, com a seguinte linha de assunto: “Curso LIODS – Módulo 5”. No mesmo e-mail, a pessoa deve informar se exerce ou não atividade de assessoria de gabinete e indicar a unidade de lotação. A ordem cronológica das inscrições também será observada. A prioridade de vagas será dada a quem não deixou de participar de algum outro módulo do curso, independentemente de haver ou não sorteio.

Este módulo possui carga horária de 37 horas-aula e integra um curso maior de 10 módulos sobre Laboratório de Inovação, Centro de Inteligência e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. O objetivo é a aplicação dos conhecimentos para elaboração de projetos e planos de ação para implementação no Judiciário.

Será certificado o aluno que obtiver, ao final do módulo, no mínimo, frequência virtual de 70% dos vídeos e aulas ao vivo, adicionado a 70 pontos, somadas todas as avaliações de aprendizagem. O evento é uma realização do Programa das Nações Unidas para Desenvolvimento (PNUD), do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), do Centro de Estudos Judiciários do CJF e da Associação Paranaense dos Juízes Federais (Apajufe).

Fonte: CJF

A
Fechar Menu