Portuguese PT English EN Spanish ES
CNJ rejeita anulação de concurso do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro
CNJ rejeita anulação de concurso do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro
Foto: Arquivo/CNJ

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), por unanimidade, julgou ser improcedente a anulação do concurso público para ingresso no cargo de juiz substituto, promovido pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ). Os requerentes questionavam a não divulgação do espelho da prova.

Em sua defesa, o Tribunal argumentou não ter a prática de divulgar os espelhos da prova, o que é previsto pela Lei Estadual n. 1.919/1991. Mesmo que não tenha acatado o pedido de anulação do concurso, o conselheiro Mário Guerreiro, relator do Procedimento de Controle Administrativo 0006497-25.2021.2.00.0000, determinou que a justiça carioca passe a tornar pública essa etapa.

“Mostra-se imprescindível a divulgação dos espelhos de prova, pois se trata de medida que tem o condão de garantir a motivação do ato administrativo, o cumprimento da lei local e a devida observância aos princípios da publicidade e da ampla defesa”, observou em seu relatório.

A decisão prevê ainda a reabertura dos prazos para vista da referida prova e para apresentação de recurso pelos candidatos, a divulgação dos espelhos das provas subjetivas e respeito à antecedência mínima de 15 dias para a convocação dos aprovados para realização das provas escritas.

 

João Carlos Teles
(sob supervisão de Thaís Cieglinski)
Agência CNJ de Notícias

Reveja a 340ª Sessão Ordinária do Conselho Nacional de Justiça

 

Macrodesafio - Aprimoramento da gestão de pessoas

 

A
Fechar Menu