Portuguese PT English EN Spanish ES
Foto do plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), com detalhe com a marca do CNJ na parede.

Plenário do CNJ se reúne para a 320ª Sessão Ordinária

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) realiza nesta terça-feira (20/10), a partir das 14h, a 320ª Sessão Ordinária. A reunião plenária será realizada por meio virtual, com condução presencial do presidente, ministro Luiz Fux, na sede do órgão, em Brasília. Na sessão, que será transmitida pelo canal do CNJ no

Foto dos conselheiros no plenário do CNJ durante a 319ª Sessão Ordinária, realizada em 6 de outubro de 2020

Plenário aprova proposta para varas atuarem de modo 100% digital

Por unanimidade, o Plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou o ato normativo que autoriza os tribunais a implementarem o “Juízo 100% Digital” para executar atos processuais exclusivamente por meio eletrônico e remoto. O anúncio foi feito nesta terça-feira (6/10) pelo presidente do CNJ, ministro Luiz Fux, durante a 319ª

Foto do presidente do CNJ, ministro Luiz Fux, fazendo sinal da campanha Sinal Vermelho para a Violência Doméstica, durante a 319ª Sessão Ordinária do CNJ, em 6 de outubro de 2020

Mandado de medida protetiva terá de ser cumprido em até 48 horas

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou nesta terça-feira (6/10) uma Resolução que dá prazo limite de 48 horas para a entrega de medidas protetivas pelos oficiais de Justiça. O texto foi aprovado por unanimidade, durante a 319ª Sessão Ordinária. “Hoje em dia, não existe um prazo para que os

Foto da fachada da sede do Conselho Nacional de Justiça, em Brasília (DF)

Conselheiros se reúnem para a 319ª Sessão Ordinária

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) realiza às 14h desta terça-feira (6/10) a 319ª Sessão Ordinária. A reunião plenária será por meio virtual, com condução presencial do presidente, ministro Luiz Fux, na sede do órgão, em Brasília. A pauta traz 11 itens. Os conselheiros vão analisar quatro recursos, três procedimentos de

Imagem: Texto Indisponível 13

CNJ proíbe pagamento retroativo de auxílio-moradia a magistrados

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) indeferiu definitivamente a pretensão de pagamento retroativo de auxílio-moradia a magistrados ativos e inativos do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE). A decisão – tomada por unanimidade do Plenário na 318ª Sessão Ordinária do CNJ, realizada nesta terça-feira (22/9) – põe fim a um

Foto: Arquivo

Judiciário terá reserva de vagas de estágio para negros

Os processos seletivos para estágio nos órgãos do Poder Judiciário deverão reservar, no mínimo, 30% das vagas para negros. É o que determina resolução aprovada por unanimidade pelo Plenário do CNJ na 318a Sessão Ordinária, realizada nesta terça-feira (22/9). Relatado pelo presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do

Acessibilidade. FOTO: Luiz Silveira/Agu00eancia CNJ

Prédios do TJSP deverão adotar medidas de acessibilidade

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) terá de adequar os fóruns das cidades a fim de aumentar a acessibilidade de pessoas portadoras de deficiências nas unidades. A decisão foi tomada nesta terça-feira (22/9) pelo plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O tribunal tem 60 dias para apresentar

Fotomontagem com os participantes da 318ª Sessão Ordinária do CNJ, por videoconferência, em 22 de setembro de 2020

Tribunais devem adotar videoconferência para audiências e atos

O uso de ferramentas de videoconferência para atender os cidadãos durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) trouxe resultados positivos na produtividade do Poder Judiciário. E a situação de emergência levou ainda a uma quebra de paradigma. “Os tempos recentes cooperaram para percebermos que os avanços tecnológicos já nos ofereciam

Foto da 318ª Sessão Ordinária do CNJ, realizada em 22 de setembro de 2020 por videoconferência.

Judiciário eficiente, inovador e transparente: Fux apresenta eixos da gestão no CNJ

Direitos humanos e do meio ambiente, garantia da segurança jurídica, combate à corrupção e ao crime organizado, incentivo ao acesso à justiça digital, e a uniformização e melhor capacitação dos magistrados e servidores são os cinco eixos prioritários de trabalho do novo presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Luiz

A
Fechar Menu