Portuguese PT English EN Spanish ES
Inscrições para Curso de Apadrinhamento Afetivo vão até dia 19 de janeiro
Inscrições para Curso de Apadrinhamento Afetivo vão até dia 19 de janeiro

Estão abertas até a próxima quarta-feira (19/1) as inscrições para o Curso de Apadrinhamento Afetivo Conta Comigo, do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA), que será realizado de 27 de janeiro a 21 de fevereiro. A capacitação é destinada a pessoas que voluntariamente desejam se tornar padrinhos ou madrinhas afetivas de crianças e adolescentes abrigados. Também podem participar do curso quem tiver interesse em outro tipo de trabalho voluntário nos serviços de acolhimento.

O curso é gratuito e tem carga horária de 30 horas ministradas no formato on-line, por meio da plataforma de Educação a Distância (EaD) do TJPA. “O que é ser madrinha e padrinho?”, “Conhecendo os afilhados e afilhadas” e “Formação e construção de novos vínculos afetivos” são alguns dos temas abordados.

Madrinhas e padrinhos afetivos do Conta Comigo podem realizar diversas atividades com seus afilhados e afilhadas, como passeios e orientação escolar ou profissional (para adolescentes próximos aos 18 anos), ou mesmo atividades diárias mais simples, em convivência familiar. O apadrinhamento oferece oportunidade a crianças e adolescentes de terem experiências sociais, culturais e afetivas que são consideradas raras por viverem em instituições de serviço de acolhimento.

Faça sua inscrição para o curso

Programa

O Programa de Apadrinhamento Afetivo “Conta Comigo” surgiu em 2014, por meio de parceria entre a Coordenadoria Estadual da Infância e da Juventude do TJPA, as Varas da Infância e Juventude participantes e os serviços de acolhimento da região metropolitana de Belém. O programa estimula uma relação amistosa, em que madrinhas e padrinhos se tornam referências afetivas na vida de afilhados e afilhadas, ao proporcionarem experiências positivas, que contribuam para a promoção de seu desenvolvimento e de sua autonomia. Não se trata de assumir papel de mãe, pai ou parente próximo dos afilhados.

Fonte: TJPA

Macrodesafio - Garantia dos direitos fundamentais

A
Fechar Menu