Portuguese PT English EN Spanish ES
Estudo do Banco Mundial destaca trabalho de cartórios de Mato Grosso do Sul
Estudo do Banco Mundial destaca trabalho de cartórios de Mato Grosso do Sul
Foto: Reprodução/TVAssembleia.org

A recente divulgação do relatório Doing Business, pelo Banco Mundial, aponta a qualidade do trabalho de três cartórios de registros de imóveis de Campo Grande (MS), onde se colheu, analisou e foram checadas informações com vários agentes, em um procedimento de auditoria padrão realizado pelo Banco Mundial no mundo inteiro. As conclusões do Doing Business trazem dados positivos para o trabalho realizado pela Corregedoria-Geral do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS), responsável pela regulamentação e fiscalização dos serviços prestados pelos cartórios.

Um dos aspectos analisados pela auditoria mundial é a facilidade na transferência de propriedades imobiliárias, abrangendo os custos e a burocracia envolvida com a documentação necessária para formalizar os atos. Especificamente quanto à transmissão de propriedades, considerando-se o tempo para obtenção de documentos, lavratura de escritura ou contratos bancários e registro do ato, Mato Grosso do Sul tem uma média de duração de 29,5 dias, contra 63,7 dias da América Latina e Caribe.

Os custos de transação em território sul-matogrossense também foram analisados e foi detectado que são de 2,9% do valor do imóvel contra 5,9% da América Latina e Caribe, sendo mais barato que nos países desenvolvidos de alta renda, onde o custo médio é de 4,2% do valor do imóvel. O índice de qualidade fundiária do estado também é superior à medida da América Latina.

Em termos de eficiência e barateamento de custos para os usuários quanto ao registro de propriedades, comparando-se com os demais estados brasileiros, Mato Grosso do Sul ficou em 6º lugar – o que significa estar em uma posição privilegiada. Os números do relatório destacam que o estado fica abaixo da média nacional nos custos para o registro da propriedade e acima da média na eficiência do serviço prestado.

Negócios

O relatório Doing Business mede a eficiência administrativa do Estado para facilitar o ambiente de negócios, colhendo dados no mundo inteiro e realizando comparações entre diferentes países e, internamente, entre os diferentes estados. A publicação abrange serviços fora da alçada do TJMS, como por exemplo a facilidade para abertura de empresas, obtenção de crédito, pagamento de impostos, dentre outros.

Além disso, mede, analisa e compara as regulamentações aplicáveis às empresas e o seu cumprimento em 190 economias e cidades selecionadas nos níveis subnacional e regional, sendo o estudo uma forma de medir que serve de ferramenta para se medir o impacto das regulamentações sobre as atividades empresariais ao redor do mundo.

Fonte: TJMS

A
Fechar Menu