Portuguese PT English EN Spanish ES
Justiça Itinerante do Tribunal do Trabalho alcança mais três cidades do Amapá
Justiça Itinerante do Tribunal do Trabalho alcança mais três cidades do Amapá
Foto: TRT8

Com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a locomoção das pessoas ficou limitada e a necessidade do distanciamento social demandou uma nova forma de relacionamento em comunidade. Logo no início da pandemia, o Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (TRT8) criou soluções para não garantir o acesso à Justiça, agindo de forma ágil na construção de mecanismos tecnológicos que permitissem o recebimento da demanda e o atendimento da população.

Atualmente, toda e qualquer pessoa que necessite da atuação da Justiça do Trabalho no Pará e no Amapá pode acionar de qualquer lugar, com a ponta dos seus dedos, acessando os diversos canais do TRT8 na internet. A partir dali, todo o processo é encaminhado, inicialmente para conciliação, se for o caso, ou para deliberação direta do magistrado, que poderá marcar e realizar audiências totalmente telepresenciais.

Para levar essas informações à população, a Justiça do Trabalho no Amapá elaborou o Projeto Itinerância, que, como explica o diretor da 5ª Vara de Macapá, Anselmo Moraes Júnior, tem o objetivo principal de levar a Justiça para os municípios do interior do estado. “Iniciamos em 2019, mas, com a pandemia, o projeto teve que ser suspenso e agora voltamos com visitas e divulgação em várias cidades do estado. Como estamos centralizados só em Macapá, nós queremos aproximar ainda mais a Justiça do Trabalho para o trabalhador de todo o estado, abrir este leque de serviços do TRT8 pela Justiça Itinerante.”

Moraes Júnior destaca que, para promover a itinerância, foram realizadas diversas parcerias, como com o Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), que disponibilizou espaço em suas dependências nos municípios atendidos, além da Polícia Rodoviária Federal, que faz o acompanhamento da equipe no decorrer da itinerância. A intenção é ampliar o número de parcerias com outras instituições. “Estamos fazendo parcerias com os órgãos que já possuem unidades no interior. Fizemos com o Tribunal de Justiça e em breve vamos fazer com o Tribunal Regional Eleitoral e o Ministério Público do Estado. Em Macapá, tivemos uma boa receptividade com o Super Fácil, um órgão do estado que concentra uma rede de serviços ao cidadão.”

Morador de Pedra Branca do Amapari, o auxiliar de Serviços Gerais, Josivan Gomes de Jesus, 37, foi o primeiro cidadão a receber o atendimento do projeto Justiça Itinerante do TRT8. “Eu acessei o serviço da Justiça do Trabalho pela internet e dei entrada no processo para dar baixa na minha Carteira de Trabalho. E achei o processo muito rápido, célere e recomendo para que todos tenham acesso.”

Confira o depoimento de Josivan Gomes de Jesus

Agenda

O diretor do Fórum Trabalhista de Macapá, juiz Jonatas dos Santos Andrade, cumpre uma agenda de visitas em todas as cidades que irão receber o projeto da itinerância, reuniões com prefeitos, entrevistas em rádios locais e divulgação nos órgãos públicos. Os prédios dos Fóruns das Comarcas de Pedra Branca do Amapari, Serra do Navio e Porto Grande abrigaram a ação da Justiça Itinerante do TRT8 no período de 5 a 9 de julho. A prestação jurisdicional trabalhista foi realizada no formato híbrido, adotando todas as medidas de prevenção contra a Covid-19, quando era realizado atendimento presencial.

A programação da Justiça Itinerante segue até dezembro e, segundo Anselmo Moraes, será um trabalho de rotina do Fórum Trabalhista de Macapá. “A ideia da Justiça Itinerante é que todos os meses iremos fazer em alguma área do estado. Estamos indo neste primeiro momento e, em 2022, vamos retornar para que a população não esqueça que a Justiça do Trabalho irá até a sua cidade”, afirma Andrade.

Fonte: TRT8

A
Fechar Menu