Portuguese PT English EN Spanish ES
. . . . . .
Ferramenta apoia qualificação de dados no DataJud
Ferramenta apoia qualificação de dados no DataJud

Com a apresentação da ferramenta de validação XML para alimentação da Base Nacional de Dados do Poder Judiciário (DataJud), o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) promoveu, na sexta-feira (19/2), o Webinário de Aprimoramento do DataJud. O evento contou com a participação de quase 400 servidores e servidoras de todos os ramos do Judiciário.

De acordo com a pesquisadora do Departamento de Pesquisas Judiciárias (DPJ) do CNJ, Isabely Mota, a nova ferramenta permite que os tribunais verifiquem os dados antes de enviá-los ao DataJud. “Dessa forma, é possível que sejam feitas correções, se necessárias. O procedimento eleva a confiabilidade da base de dados do Judiciário.”

O XML (Extensible Markup Language) é um formato universal para intercâmbio de dados. Ele alcançou grande aceitação, elevada portabilidade e tem, como principal, característica possibilitar a criação de uma infraestrutura única para diversas linguagens.

A iniciativa está prevista na Portaria nº 160/2020, que estabeleceu cronograma de saneamento da DataJud. Segundo a juiz auxiliar da Presidência do CNJ e coordenadora do DPJ, Ana Lúcia Aguiar, novos webinários serão realizados no próximo mês, onde serão lançadas novas ferramentas que vão auxiliar os tribunais no processo de saneamento, verificação e qualificação de dados.

Diretora executiva do DPJ, Gabriela Azevedo destacou o elevado número de participantes e interesse demonstrado por todos. Os dados dos tribunais constantes no DataJud são usados para estudos e diagnósticos do Poder Judiciário. Eles também contribuem com a construção e acompanhamento de políticas públicas, permitem a otimização de rotinas de trabalho e conferem maior transparência ao Poder Judiciário.

Jeferson Melo
Agência CNJ de Notícias

A
Fechar Menu