Portuguese PT English EN Spanish ES
Corregedor nacional instaura procedimento contra o TJGO
Corregedor nacional instaura procedimento contra o TJGO
Tribunal de Justiça de Goiás - Foto: Ascom TJGO

O corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, instaurou, de ofício, na tarde desta sexta-feira (15/5), pedido de providências para que o Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) preste informações sobre o cumprimento dos requisitos exigidos pela Resolução CNJ n. 294/2019, ao instituir auxílio-saúde no valor de R$ 1,2 mil a seus magistrados.

Segundo notícia jornalística, o TJGO instituiu, em meio à pandemia do coronavírus, um programa de auxílio-saúde a juízes e servidores do órgão e o incremento para as despesas varia de acordo como o cargo ocupado.

Ao pedir as informações para o tribunal estadual, o ministro Humberto Martins considerou a necessidade de verificação da regularidade da implementação do benefício noticiado. “Vamos verificar se o TJGO levou em consideração os requisitos exigidos pela Resolução CNJ 294/2019, que estabelece requisitos que devem ser observados pelo tribunal para implantação do auxílio-saúde, dentre elas a necessidade de haver dotação específica consignada no orçamento da Corte, bem como a observação de limites máximos a serem respeitados na implementação do benefício”, afirmou o corregedor nacional.

O tribunal estadual tem um prazo de 15 dias para prestar os esclarecimentos solicitados pela Corregedoria Nacional de Justiça.

Leia a íntegra da decisão.

Corregedoria Nacional de Justiça

A
Fechar Menu