Portuguese PT English EN Spanish ES
Corregedor determina apuração de suposto esquema com cartórios no Pará
Corregedor determina apuração de suposto esquema com cartórios no Pará
Tribunal de Justiça do Pará - FOTO: TJPA

O corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, oficiou à Corregedoria de Justiça da Região Metropolitana de Belém (PA) para que apure e manifeste-se sobre fatos veiculados no site VER-O-FATO, que noticiou sobre suposto “esquema com cartórios” e “rachadinha” que dão prejuízos à Justiça do Pará.

Segundo a matéria jornalística, “as denúncias são graves e os documentos internos da Secretaria de Planejamento (Seplan) do TJ encaminhados ao Ver-o-Fato corroboram que Suely Azevedo detém conhecimento de que os Cartórios Queiroz Santos – 3º Ofício de Notas de Belém-, Cartório de Títulos e Documentos do 1º Ofício de Belém e Cartório do Único Ofício da Comarca de Itupiranga dentre outros, não repassaram por longo período de tempo as taxas de fiscalização devidas ao Judiciário, causando um enorme prejuízo à instituição”.

Para o ministro Martins, a situação exposta pelo site de notícias impõe uma melhor análise por parte da corregedoria nacional, o que o levou a pedir que a corregedoria de Justiça local apure e manifeste-se sobre o caso.

A Corregedoria de Justiça da Região Metropolitana de Belém tem 60 dias para apresentar as informações solicitadas pelo corregedor nacional de Justiça.

Corregedoria Nacional de Justiça

A
Fechar Menu