Portuguese PT English EN Spanish ES
Presos de alta periculosidade farão audiência por videoconferência no Rio
Presos de alta periculosidade farão audiência por videoconferência no Rio

Audiências com os presos de alta periculosidade no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) poderão ser realizadas por videoconferência. Na segunda-feira (13/6), o presidente do tribunal, desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, e a corregedora-geral da Justiça (CGJ), desembargadora Maria Augusta Vaz Monteiro de Figueiredo, assinaram o ato ampliando a medida.

Nos fóruns e nos juizados criminais onde não houve equipamento próprio e instalações destinadas à realização de audiências por videoconferência, o juiz deverá verificar a possibilidade de usar equipamento móvel. O objetivo da medida é reduzir o expressivo número de presos de alta periculosidade apresentados pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) em audiências nos fóruns e juizados criminais no Rio.

O meio já era adotado para os presos de altíssima periculosidade, conforme a classificação dos órgãos de segurança e pela Seap. A ampliação do sistema de audiência por videoconferência também considerou a logística para transportar presos para as audiências, o que demanda um aparato policial onde é preciso reforço tanto no policiamento das carceragens como nos fóruns e juizados criminais e suas imediações.

Fonte: TJRJ

A
Fechar Menu