Portuguese PT English EN Spanish ES
Link CNJ inicia série sobre os “21 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”
Link CNJ inicia série sobre os “21 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”
Foto: TV Justiça
Compartilhe

O programa Link CNJ inicia, nesta quinta-feira (24/11), uma série de três programas sobre temas tratados na campanha “21 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”, que, pela primeira vez, conta com a participação do Conselho Nacional de Justiça. A edição vai ao ar a partir das 21 horas na TV Justiça.

A edição desta semana traz debate com a juíza Mariana Rezende Ferreira Yoshida (TJMS) e com a professora e pesquisadora Karina Denari (FGV). A juíza é autora de dissertação de mestrado “Discriminação por motivo de gênero e barreiras no acesso ao segundo grau de jurisdição no Brasil por magistradas de carreira”, e a acadêmica é autora da pesquisa “Quem estamos empoderando? Indicadores e tendências sobre diversidade judicial em cortes constitucionais?”.

O Link CNJ ainda entrevista o conselheiro Márcio Freitas, sobre o combate à violência contra mulher, e Tânia Regina Silva Reckziegel, ouvidoria nacional da Mulher. Reckziegel, no quadro Uma História, fala sobre um julgamento em que conseguiu proteger uma mulher, vítima de assédio sexual no trabalho. Foi o primeiro caso de julgamento com perspectiva de gênero no Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Sul.

Mobilização internacional

A campanha “21 dias de ativismo” é anual e promovida internacionalmente pela ONU. No Brasil, a mobilização ocorre entre os dias 20 de novembro a 10 de dezembro.

A data inicial é o Dia da Consciência Negra, o que permite agregar à campanha a reflexão sobre a dupla vulnerabilidade da mulher negra no país. A data final coincide com o dia em que foi proclamada a Declaração Universal dos Direitos Humanos.

A promoção dos direitos humanos e, em especial, a defesa da igualdade entre os gêneros e a vigília contra a violência são pautas constantes na atuação do CNJ. O conselho criou, neste ano, a Ouvidoria da Mulher; promove a campanha Sinal Vermelho desde de 2020, e o Prêmio CNJ Juíza Viviane Vieira do Amaral desde 2021; além de todo ano, desde 2015, realizar a Semana Justiça pela Paz em Casa.

Toda semana, o Link CNJ faz o registro das últimas decisões do Conselho Nacional de Justiça e apresenta os destaques das redes sociais do CNJ. Além da transmissão da noite desta quinta, a edição do Link CNJ terá reprises programadas na TV Justiça na sexta (7h), sábado (12h), domingo (14h) e terça-feira (7h30); e também ficará disponível no canal do CNJ no YouTube.

Veja como sintonizar a TV Justiça na sua cidade

Ficha Técnica

Link CNJ na TV Justiça
Toda quinta-feira, às 21h

Direção: Betânia Victor Veiga

Equipe CNJ:
André Mota
Daniel Noronha
Gilberto Costa
Gustavo de Oliveira
Hudson Cerqueira
Hugo Santos
Jônathas Seixas
Jhonatan Alves
Juliana Freitas
Luis Marcos
Marcelo Silva
Ricardo da Costa
Thaís Cieglinski

Produção: Rogério Brandão
Edição de texto e apresentação: Guilherme Menezes
Edição e pós-produção: Patrick Gomes
Videografismo: Lucas Mathias
Cabelo e maquiagem: Kelly Perdigão
Figurino: Talitha Oliveira
Operadores de câmera: Elias Cardoso, Luís Marcos, Orlando Santos
Iluminação: Luís Moura
Diretor de imagem: Wagner Leite
Operador de áudio: David Lima
Operador de teleprompter: Wendel Pereira
Operador de VT: Rogério da Cruz
Núcleo de programação: Rosa Wasem
Núcleo Técnico: Fábio Guedes
Núcleo de produção de programas: Flávia Soledade
Supervisão: Coordenadoria de Gestão da TV e Rádio Justiça / Secretaria de Comunicação Social STF

Agência CNJ de Notícias

Macrodesafio - Garantia dos direitos fundamentais

 

A
Fechar Menu