Portuguese PT English EN Spanish ES
TJAL homenageia ex-conselheiro do CNJ Paulo Tamburini

O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), desembargador Sebastião Costa Filho, entregou, na manhã de sexta-feira (23/09), ao juiz de Direito e ex-conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Paulo de Tarso Tamburini Souza a Comenda do Mérito Cívico Desembargador Edgar Valente de Lima. Instituída em 14 de fevereiro de 2006 pela Escola Superior da Magistratura do Estado de Alagoas (Esmal), quando Estácio Luiz Gama presidia a Corte, a comenda presta homenagem ao desembargador Edgar Valente de Lima, cujo notório saber jurídico muito contribuiu para o progresso do Judiciário estadual.      

“Esta comenda, senhoras e senhores, tem aprovação unânime da Corte estadual. É concedida aos que verdadeiramente se destacam na defesa dos ideais democráticos”, explicou Sebastião Costa Filho, referindo-se ao juiz de Direito em Minas Gerais e ex-conselheiro do CNJ. “Embora jovem, vossa excelência construiu trajetória notável. Desempenhou com afinco as funções de conselheiro do CNJ e demonstrou genuíno interesse em conduzir o aperfeiçoamento de nossa Justiça. Muito obrigado por sua colaboração, Paulo Tamburini”, completou o desembargador.      

Contribuição – Quando integrava o CNJ, Tamburini prestou relevantes serviços ao Judiciário estadual, ofertando propostas e sugerindo medidas voltadas à melhoria do funcionamento da máquina judiciária de Alagoas. O magistrado foi um dos idealizadores do seminário intitulado “Judiciário e Segurança Pública”, promovido em julho deste ano pelo TJAL. O homenageado foi conduzido ao Plenário do TJ pelos desembargadores Nelma Torres Padilha, Elisabeth Carvalho e Estácio Luiz Gama. Depois de receber a medalha do presidente da Corte de Justiça, Paulo Tamburini afirmou que já se sente alagoano faz algum tempo.      

“Posso garantir aos senhores que já me sinto alagoano faz algum tempo. Desde que aqui cheguei pela primeira vez, sempre me senti extremamente à vontade pela calorosa recepção dos desembargadores e de todos os servidores do Judiciário alagoano”, confessou. Juiz em Belo Horizonte (MG), mas atualmente exercendo atividades como auxiliar da vice-presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília (DF), Tamburini prestou homenagem aos juízes alagoanos, estes representados pelo presidente da Associação dos Magistrados de Alagoas (Almagis), Pedro Ivens.      

Justiça – Ao público presente à solenidade, o homenageado ratificou que o Judiciário só obedece às leis e que as cumpre, sem ter o poder alterá-las. “Não é a Justiça, senhor presidente, que faz o justo. São os justos que constroem o ideal de Justiça. O ideal é que todos caminhem sempre juntos”, destacou.  Natural de Alfenas (MG) e catedrático de Direito da Universidade de Alfenas, Paulo Tamburini afirmou que a homenagem marcará sua vida. “Levo no coração toda a gratidão ao Judiciário de Alagoas, ao povo de Alagoas. Vai sempre comigo um pedaço de Alagoas para onde quer que eu vá”.  Autoridades diversas do Judiciário, Executivo e Legislativo de Alagoas prestigiaram a solenidade.

Do TJAL

A
Fechar Menu