Portuguese PT English EN Spanish ES
Público de 85 mil pessoas no Maracanã conhece Programa Começar de Novo
Compartilhe

O projeto Começar de Novo, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), divulgado neste domingo ( 06/12) em pleno estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, com a abertura de uma faixa no gramado pouco antes de começar o jogo, que resultou na conquista do Campeonato Brasileiro pelo Flamengo  ao derrotar o Grêmio por 2 a 1. A faixa, com os  dizeres “Trabalho para ex-detentos. Mais Segurança para Todos” resume os objetivos do  projeto, que  pretende criar oportunidades de emprego a ex presos como uma das formas de reduzir a criminalidade”.   A manifestação ocorreu em vários estádios do país durante a  última rodada do Brasileirão, numa adesão do Clube dos Treze e CBF.

O zagueiro rubro-negro Ronaldo Angelim, autor do 2º gol, que deu o título ao Flamengo, reconheceu que “essa campanha é importante por dar oportunidade de emprego a essas pessoas faz com que não voltem ao crime. Essa campanha vai ajudar a melhorar nosso país”.  Túlio, um dos jogadores  da equipe do Grêmio que levou a faixa ao gramado,  disse que “todo mundo erra na vida e essas pessoas já cumpriram a pena diante da sociedade. Então é justo dar oportunidades de trabalho”.

Conselheiro –  O conselheiro do CNJ , Nelson Tomaz Braga, presente ao estádio do Maracanã, explicou que “é o momento de todos refletirem para dar oportunidade àqueles que deram um tropeço em sua vida”. Braga fez um chamamento aos órgãos públicos,empresários e entidades para aderirem à campanha conduzida pelo CNJ  com a oferta de vagas para ex-presos. “É uma forma de evitar que eles caiam mais uma vez no mundo do crime” . Segundo ele, a reincidência é de quase 70% .

O desembargador Siro Darlan, do Tribunal de Justiça do Rio, que também participou do jogo, elogiou os objetivos do CNJ,” que tem dado cunho social às ações do Judiciário”. Segundo ele, é necessário  pensar em como melhorar a condição das pessoas que passam pelo sistema carcerário. “É uma forma de respeito à cidadania”. O magistrado considerou acertada a iniciativa do Conselho em “promover a campanha em um momento de euforia para passar uma mensagem tão positiva”.

O presidente do Flamengo, Márcio Braga, ficou contente ao ver o time colaborando com o projeto do CNJ. Para ele,  “é o programa mais efetivo que vejo no momento para o combate à violência”. Braga lembrou que o futebol é a maior paixão nacional no Brasil e, por isso, “ é importante passar uma mensagem de recuperação para ex-detentos “.

MB/SR

Agência CNJ de Notícias

Foto: Fabio Motta/AE

A
Fechar Menu