Cartilhas apresentam o Programa Justiça 4.0 em português, inglês e espanhol

O Programa Justiça 4.0 ganhou novas cartilhas informativas. Elaborados para apresentar o Programa em agendas nacionais e internacionais, os materiais explicam as ações e os impactos dos projetos desenvolvidos no âmbito do PJ4.0 e estão disponíveis em três idiomas: português, inglês e espanhol. A cartilha conta com uma introdução do

Fotografia de uma mesa composta por integrantes do poder judiciário. Quatro homens vestidos formalmente . Ao fundo parede de tom amarelo e bandeiras do Brasil, Peru e do poder Judiciário.

Programa Justiça 4.0 é apresentado em eventos no Peru e em Portugal

Os avanços da transformação digital do Judiciário brasileiro, da consolidação do ecossistema de dados e do uso de Inteligência Artificial (IA) foram destaque em eventos internacionais realizados no Peru e em Portugal em abril. Os juízes auxiliares da Presidência do CNJ Alexandre Libonati, Dorotheo Barbosa Neto, Rafael Leite Paulo, Marcel

Ilustração mostra o perfil de uma cabeça humana, com o cérebero iliminado e interligado por diversos pontos coloridos.

Inteligência Artificial: é possível o uso para aprimorar a segurança institucional

A utilização da Inteligência Artificial (IA) na área de segurança institucional nos tribunais pode contribuir para otimizar a qualidade da vigilância, contribuindo com a segurança dos trabalhadores do Poder Judiciário. Em artigo publicado no volume 7º da Revista Eletrônica do Conselho Nacional de Justiça – e-Revista CNJ, o agente da

Arte com formas geométricas de triângulo na cor azul e retângulo na cor roxa e imagem de um chip com a marcado do sistema Janus. Texto: Sistema Janus auxiliará nos processos de registro de candidatura. Ferramenta usará inteligência artificial para elaboração de minutas nos pedidos de registro de candidatos e candidatas.

Inteligência artificial Janus apoia registro de candidaturas na Bahia

A solução de automação processual e inteligência artificial Janus está apoiando, pela primeira vez, o registro de candidaturas nas eleições. O projeto do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) usa robôs para processar e elaborar minutas nos pedidos de registro. O Janus também certifica a distribuição e a publicação dos

Foto mostra as mãos de uma pessoa usando um notebook. Na tela do equipamento, tem a logomarca do programa Justiça 4.0.

Justiça 4.0 recebe candidaturas de profissionais de TI até sábado (25/6)

O Programa Justiça 4.0 está com sete vagas abertas para profissionais de tecnologia da informação especializados nas áreas de Inteligência Artificial e Ciência de Dados. As inscrições no processo seletivo ocorrem até 25 de junho, pelo portal do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). Os contratos têm duração

Ilustração mostra um rosto estilizado como um robô, composto por linhas coloridas e brilhantes.

Justiça 4.0: Inteligência Artificial está presente na maioria dos tribunais brasileiros

Levantamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aponta expressivo aumento do número de projetos de inteligência artificial (IA) no Poder Judiciário em 2022. A pesquisa apresentada nesta terça-feira (14/6) pelo presidente do CNJ, ministro Luiz Fux, identificou 111 projetos desenvolvidos ou em desenvolvimento nos tribunais. Com isso, o número de

Foto mostra uma bancada de plenário. Sentado, ao centro, está o secretário-geral do CNJ falando. À esquerda dele, há uma mulher e um homem também sentados. E, à direita dele, duas mulheres e um homem sentados.

Comitiva do CNJ monitora implantação do Justiça 4.0 no Pará

O Tribunal de Justiça do Pará (TJPA) recebeu, na quinta-feira (7/4), comitiva do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e apresentou o trabalho do tribunal local para implementar o Programa Justiça 4.0 para dar maior celeridade em suas 339 unidades judiciárias, com o uso da tecnologia. “Não se trata apenas do

Foto mostra pessoas participantes da reunião em pé, no plenário do TJAP, posando para a foto.

No Amapá, CNJ avalia implantação do Justiça 4.0 e da Plataforma Digital

O Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP) recebeu, na quarta-feira (6/4), comitiva do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para realização do encontro local do Programa Justiça 4.0 e Plataforma Digital do Poder Judiciário. O objetivo destas reuniões é alinhar e avaliar a adesão de cada tribunal. O presidente do TJAP,