Projeto da Justiça Restaurativa sensibiliza profissionais da educação em Camboriú (SC)

Mais de 130 profissionais da educação, como diretores, supervisores e orientadores escolares da rede municipal, participaram de uma sensibilização para entender a metodologia do círculo de construção de paz da Justiça Restaurativa, norteadora do projeto Escola Restaurativa – que objetiva promover reflexões para melhorar os relacionamentos interpessoais e transformar conflitos

Imagem de um jovem sentado, manuseando fios elétricos, vestindo um moletom de tom azul. Sobre a mesa está alguns computadores e fios.

Judiciário articula parcerias para profissionalização de jovens em acolhimento

O protagonismo e a autonomia dos jovens que permanecem em acolhimento até os 18 anos incompletos serão reforçados pelo Poder Judiciário. Os tribunais de Justiça de todos os estados e do DF deverão implantar programas com foco na educação profissional, saúde e bem-estar desses jovens, em parceria com entidades da

Sobre fundo desfocado, mulheres sentadas em uma mesa plenária no sentido vertical.

Paridade de gênero nos tribunais agrega diferentes visões de mundo às decisões

A decisão histórica que criou a política de alternância de gênero para o preenchimento de vagas na segunda instância do Judiciário brasileiro começa a dar os primeiros passos. O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) abriu concurso para preenchimento de um cargo de desembargadora, seguindo a determinação da Resolução

Foto: Arquivo

Capitais oferecem condições especiais para regularização tributária em ação do CNJ

Imbuídas em um esforço conjunto com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para a I Semana Nacional da Regularização Tributária, Procuradorias-Gerais de municípios brasileiros preparam-se para a realização, a partir da segunda-feira (11/12), de acordos que possibilitem, por meio da via extrajudicial, a regularização da vida do contribuinte. Nas capitais, já proliferam

21 dias de ativismo: proteção de magistradas e servidoras na pauta do Judiciário

Engajados no enfrentamento à violência doméstica praticada em face de magistradas e servidoras, desde 2021, os tribunais assumiram compromisso na proteção das vítimas de violência doméstica ou em risco iminente. Naquele ano, um protocolo de ações para combater a violência contra servidoras e magistradas, instituído pela Recomendação n. 102, trouxe