Imagem de um manuscrito antigo, sendo observado através de uma lupa.

Ações para preservação da memória do Judiciário serão premiadas em maio

A segunda edição do Prêmio CNJ Memória do Poder Judiciário já se encontra em andamento e a premiação será entregue no próximo mês de maio. Além da Categoria Especial, que este ano terá como tema “Gestão de Memória: Recursos Humanos”, outras sete categorias serão contempladas: Difusão Cultural e Direitos Humanos;

Imagem de um manuscrito antigo, sendo observado através de uma lupa.

Inscrições abertas para 2ª edição do Prêmio da Memória do Judiciário

Já está disponível formulário on-line para inscrição na 2ª edição do Prêmio CNJ Memória do Poder Judiciário, instituído pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em 2021. A seleção das práticas tem o objetivo de fomentar ações, projetos, produções acadêmicas ou científicas que contribuam para preservar, difundir bens culturais, materiais e

Fotomontagem com, ao fundo, imagem de sala com diversas pastas de arquivos e, à frente, cinco documentos históricos restaurados.

Acervo histórico do Judiciário maranhense terá acesso digital

Vem do Maranhão a história de uma escrava africana que, por meio de seu trabalho, conseguiu sua liberdade e alcançou relevância na sociedade do século XIX. Dona de um grande comércio, Catharina Rosa Ferreira de Jesus – conhecida como Catharina Mina – é personagem popular na cultura maranhense. Deixou seu

Montagem com foto de espaço interior do Palácio da Justiça do TJSP, à esquerda, e do Palacete Conde de Sarzedas, à direita.

Visitas telepresenciais garantem disseminação da história do Judiciário

Em 2020, ano em que a população precisou se isolar para evitar o aumento de mortes provocadas pela Covid-19, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) criou dois projetos que venceram a barreira da distância e do tempo, aproximando as pessoas do século XXI ao Judiciário paulista de diferentes

Composição mostra ao fundo o banner da exposição, com a aplicação em cima de capa do processo contra a Christina e o recibo de pagamento da multa.

Mostra destaca papel da Justiça no controle de pandemias

Christina de Andrade responde por infração à saúde pública por descumprimento de medida sanitária para controle e prevenção de doenças infecciosas em situação de pandemia. O caso poderia ser mais um dos tempos atuais no esforço da sociedade em evitar o contágio pela Covid-19. Mas é uma infração registrada pela

Composição de duas fotos. A foto da esquerda mostra a pesquisadora fotografando um documento antigo. Foto da direita mostra trabalhadores se locomovendo em um trem durante a construção da ferrovia.

Processos antigos ajudam historiadora a reconstituir formação de Porto Velho

A história da formação de Porto Velho se mantém viva nos processos guardados no Centro de Documentação Histórica do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO). O material permitiu à historiadora Ana Carolina Monteiro Paiva examinar as relações sociais da época em que a construção de uma ferrovia contribuiria decisivamente para

Foto da primeira página do parecer do então senador Ruy Barbosa ao projeto do Código Civil Brasileiro.

Obras raras digitalizadas garantem acesso à memória do Brasil

A Biblioteca da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj) é o sonho de qualquer pesquisador. Uma das três maiores bibliotecas jurídicas do Brasil, ela possui acervo com 200 mil obras em português e línguas estrangeiras. Criada em 1890, como Biblioteca da Corte de Apelação do Distrito

Foto mostra momento da entrega da menção honrosa, com uma mulher recebendo o certificado das mãos de um homem.

Justiça eleitoral baiana recebe menção honrosa no Prêmio Memória do Judiciário

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) recebeu menção honrosa na categoria Difusão Cultural e Direitos Humanos do Prêmio CNJ Memória do Poder Judiciário. Recebida no dia 13 de maio, é um reconhecimento à Exposição Virtual 25 Anos da Urna Eletrônica, iniciativa desenvolvida pela Justiça Eleitoral Baiana em parceria com

Foto mostra a pesquisadora recebendo o prêmio de um homem.

Pesquisa no Centro de Documentação do TJRO ganha prêmio nacional de memória

A pesquisa da historiadora Ana Carolina Monteiro Paiva sobre o trabalho e cotidiano na estrada de ferro Madeira-Mamoré foi premiada na categoria trabalho acadêmico no Prêmio CNJ de Memória do Poder Judiciário. O estudo foi realizado no Centro Cultural e de Documentação Histórica do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO).