Conciliações da Justiça do Trabalho movimentaram mais de R$ 7 bilhões em 2023

A resolução de processos trabalhistas por meio de acordos movimentou mais de R$ 7,3 bilhões nos Centros Judiciários de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Cejuscs) da Justiça do Trabalho, em 2023. Do total, R$ 6,9 bilhões correspondem a 122,1 mil acordos homologados pelos Cejuscs dos Tribunais Regionais do Trabalho.

Foto mostra um notebook e, na tela, a logomarca do PJe.

Novo PJeOffice Pro traz mais funcionalidades ao Processo Judicial Eletrônico

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em parceria com o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (São Paulo e Mato Grosso do Sul), lançam nova versão do sistema PJeOffice. A versão Pro acrescentou inúmeras funções de escritório, tornando o acesso ao PJe mais fácil e seguro. Atualmente, o PJeOffice Pro pode

Seminário Violências de Gênero e Trabalho, promovido pelo Tribunal Superior do Trabalho

Seminário vai debater Violências de Gênero e Trabalho

O Tribunal Superior do Trabalho vai promover, nos dias 5 e 6 de março, o Seminário Violências de Gênero e Trabalho. O objetivo é  discutir as intersecções entre as violências de gênero e o trabalho, as formas em que elas ocorrem e seu impacto nas trajetórias profissionais de mulheres. Agressões

Imagem composta por integrantes do Conselho Nacional de Justiça, posicionados em fileira horizontal, entre eles homens e mulheres, todos em pé e vestidos formalmente.

CNJ empossa quatro novas conselheiras e dois conselheiros para o biênio 2024-2026

O presidente do Conselho Nacional de Justiça, ministro Luís Roberto Barroso, promoveu, nesta quinta-feira (1.º/2), a cerimônia de posse administrativa de seis novos conselheiros. Destes, quatro são mulheres. A atuação será no biênio 2024-2026. Ao dar as boas-vindas aos conselheiros, o presidente do CNJ destacou a importância do cargo para

Presidência da República nomeia quatro conselheiras e dois conselheiros para o CNJ

A Presidência da República formalizou a nomeação de seis novos integrantes do Conselho Nacional de Justiça. Da lista, quatro são mulheres. Com larga experiência em órgãos do Poder Judiciário, juristas e operadores do Direito vão atuar como conselheiros no biênio 2024-2026. A publicação foi feita nesta quarta-feira (27/12), no Diário

Foto mostra pessoas em volta de uma mesa e conversando sobre diversos gráficos que estão espalhados pela mesa.

Ampliação do alcance das Metas Nacionais busca atender anseios da sociedade

As 11 Metas Nacionais do Poder Judiciário para 2024 ganharam alterações importantes para que os tribunais garantam à sociedade serviços com mais eficiência, qualidade e rapidez. Entre elas, está a meta 8, priorização do julgamento dos processos relacionados ao feminicídio e à violência doméstica e familiar contra as mulheres; já