Esforços para o alcance de uma burocracia mínima viável

um estudo de caso do processo de desburocratização do Conselho Nacional de Justiça

Autores

  • Daniele Smidt Frischknecht
  • Karla Margarida Martins Santos

Palavras-chave:

Burocracia, Administração Pública, Desburocratização, Eficiência

Resumo

O presente artigo apresenta um estudo de caso sobre o processo de desburocratização das rotinas e dos fluxos processuais no âmbito interno do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O objetivo é incitar a reflexão sobre a burocracia sustentável em oposição ao excesso de burocracia bem como relatar a experiência do CNJ na busca da desburocratização e simplificação de processos administrativos, podendo servir de exemplo para outros órgãos, notadamente, do Poder Judiciário. Para atingir o objetivo proposto foi realizada uma revisão bibliográfica sobre o tema, seguida de estudo de caso de parte das atividades desburocratizantes empreendidas pelo Conselho no período que compreende o início de abril e o fim de agosto de 2019. Como resultado observou-se maior celeridade processual e, consequentemente, maior eficiência administrativa.  

Biografia do Autor

Daniele Smidt Frischknecht

Analista Judiciária – Área Administrativa do CNJ, formanda do curso de Direito no UniCEUB, bióloga, pós-graduada em Gestão Pública. 

Karla Margarida Martins Santos

Doutora em Direito, Bacharel em Administração de Empresas, Professora Titular da Faculdade de Direito do Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), Procuradora Federal.

Downloads

Publicado

2021-06-28