Portuguese PT English EN Spanish ES
Tribunal mineiro alcança nível de excelência em maturidade em tecnologia
Tribunal mineiro alcança nível de excelência em maturidade em tecnologia
Desembargador Gilson Soares Lemes diz que dados mostram um resultado excelente para o Tribunal, fruto de investimentos para obter maturidade em tecnologia Foto: Mirna de Moura/TJMG
Compartilhe

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) atingiu nível de “Excelência” no Índice de Governança, Gestão e Infraestrutura em Tecnologia da Informação e Comunicação do Poder Judiciário (IGovTIC-Jud). O resultado revela que o TJMG é o 1º no ranking dos tribunais de justiça de grande porte do país e o 6º lugar geral entre os TJs. Os dados constam de painel interativo divulgado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O TJMG obteve índice de 80,04%, acima da meta de 75% definida pela Estratégia Nacional de Tecnologia da Informação e Comunicação do Poder Judiciário (Entic-Jud) para o sexênio 2021-2026. O presidente do Tribunal, desembargador Gilson Soares Lemes, destacou que “os dados mostram um resultado excelente para o TJMG, classificado com altíssimo índice de maturidade em tecnologia”. Ele acrescentou ainda que se trata do alcance de mais uma das muitas metas do Tribunal mineiro que têm sido referência, em diversas áreas, para todo o país.

Participaram da avaliação do nível de maturidade de governança, gestão e infraestrutura em tecnologia da informação, 93 órgãos do Judiciário. Foram avaliados oito itens: atendimento e suporte ao usuário; estruturas organizacionais e macroprocessos; infraestrutura tecnológica e serviços em nuvem; pessoas; políticas e planejamento; riscos, segurança da informação e proteção de dados; sistema de informação; e transformação digital.

O TJMG está em nível de excelência nos itens: estruturas organizacionais e macroprocessos (100%); sistema de informação (100%) e infraestrutura tecnológica e serviços em nuvem (89,5%). Nos demais, está em nível aprimorado: políticas e planejamento (73%); atendimento e suporte ao usuário (73%); pessoas (67%); transformação digital (66,75%) e riscos, segurança da informação e proteção de dados (63,5%).

É o segundo ano consecutivo em que o TJMG atingiu a excelência no IGovTIC-Jud, entre os tribunais de grande porte. Em 2020, também foi classificado em primeiro lugar. O superintendente de Tecnologia e Informação do TJMG, desembargador Marco Aurélio Ferenzine, explica que “é resultado dos investimentos feitos pelas gestões do TJMG, que são necessários para a melhoria do sistema de informática e possibilitaram atingir as metas do CNJ, além de terem sido significativos para minimizar os problemas enfrentados pela área na pandemia da Covid-19”.

O coordenador da Diretoria Executiva de Informática do Tribunal, juiz Delvan Barcelos Júnior, ressalta que “o TJMG está vencendo o desafio para manter e dar suporte aos sistemas existentes, ao mesmo tempo em que busca incorporar novas tecnologias com foco nos usuários internos e externos, aprimorando continuamente os seus serviços”. Ele ressaltou também que “o êxito alcançado é fruto da sintonia das equipes e do apoio da alta administração”.

O diretor Antonio Francisco Morais Rolla defende que, “apesar dos ótimos resultados do TJMG, é preciso elevar a classificação de aprimorado para excelência, destacando-se os itens ‘atendimento e suporte ao usuário’ e ‘riscos, segurança da informação e proteção de dados’. Ele disse ainda que “os resultados têm servido como guia para que o TJMG invista ainda mais recursos nesses temas”.

Fonte: TJMG

Macrodesafio - Fortalecimento da estratégia nacional de TIC e de proteção de dados

A
Fechar Menu