Portuguese PT English EN Spanish ES
Tribunal eleitoral mineiro apoia consulta pública para uso de verbas de acordo
Tribunal eleitoral mineiro apoia consulta pública para uso de verbas de acordo
Foto: TRE-MG

Na segunda-feira (18/10), o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), desembargador Marcos Lincoln dos Santos, participou da cerimônia de apresentação da consulta popular para a reparação socioeconômica em Brumadinho (MG) e outros 25 municípios atingidos pelo rompimento de uma barragem da Vale em janeiro de 2019. Cerca de R$ 3,4 bilhões serão aplicados pela empresa em projetos de reparação definidos a partir da opinião da população desses 26 municípios.

Saiba mais sobre o acordo e a consulta popular

Poderão participar da consulta as eleitoras e eleitores dos 26 municípios e as que recebem pagamento emergencial da Vale. O TRE-MG forneceu ao governo estadual os dados de eleitores e eleitoras que têm o CPF registrado no cadastro, para viabilizar a identificação das pessoas aptas a participar da votação.

Durante a cerimônia de apresentação da consulta, secretário adjunto de Planejamento e Gestão do Governo de Minas Gerais e coordenador do Comitê Pró-Brumadinho, Luiz Otávio Milagres, destacou que, “sem a participação do TRE, esse processo não seria possível. As informações cedidas pelo Tribunal são a principal referência para confirmar as pessoas que participarão da consulta”.

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, também agradeceu a colaboração do TRE. “Faremos a consulta de forma democrática, usando os dados da Justiça Eleitoral para dar segurança e legitimidade à definição de quem tem o direito de votar.”

O desembargador Marcos Lincoln dos Santos falou sobre a importância da participação na elaboração da consulta. Ele enfatizou que “os dados que fornecemos dão efetividade a esta iniciativa, permitindo que a população de cada município decida o que será feito para minimizar os impactos da tragédia”.

Consulta popular

A consulta estará aberta entre 5 e 12 de novembro e será feita pelo aplicativo MG App. As pessoas também poderão votar no Portal do Cidadão e em pontos de apoio que serão instalados nos 26 municípios, para permitir a participação de quem não tem acesso à internet.

Mais de três mil sugestões que haviam sido apresentadas pelas comunidades atingidas e pelas prefeituras foram agrupadas em temas e subtemas. Cada pessoa que participar da consulta indicará aqueles que devem ser priorizados. Os resultados serão compilados pelo Comitê Pró-Brumadinho e apresentados às prefeituras. As obras e serviços definidos serão pagos e executados pela mineradora Vale, a partir do primeiro semestre de 2022.

Em fevereiro de 2021, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) homologou um acordo de mais de R$37 bilhões para a reparação socioeconômica e socioambiental e a compensação de danos em Brumadinho e outros 25 municípios da Bacia do Paraopeba prejudicados pelo rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão.

Fonte: TRE-MG

Macrodesafio - Garantia dos direitos fundamentais

A
Fechar Menu