Portuguese PT English EN Spanish ES
RS: PJe Mídias agora também está disponível para peritos da Justiça do Trabalho
RS: PJe Mídias agora também está disponível para peritos da Justiça do Trabalho
Arte: CNJ

Os peritos que atuam em processos no Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT4), com jurisdição no Rio Grande do Sul, já podem enviar arquivos de áudio e vídeo diretamente pelo sistema PJe, eliminando a necessidade de entregá-los em mídias físicas nas unidades judiciárias. Trata-se da ferramenta PJe Mídias Desktop, já usada por advogados e agora adaptada para aproveitamento também por peritos. Interessados devem solicitar ao TRT4 um cadastramento prévio no sistema.

Acesse instruções para solicitar seu cadastro e instalar o PJe Mídias Desktop

O programa foi criado em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e está operando em caráter piloto na Justiça do Trabalho gaúcha. Em breve, será disponibilizado aos demais tribunais do país.

A perita técnica Samanta Bianchi Vearick, que atua em processos de unidades judiciárias de Porto Alegre e Bento Gonçalves, colaborou com a Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações (Setic) realizando testes e apontando possíveis melhorias no novo recurso. “A ferramenta é fundamental, especialmente neste momento de atividades virtuais, pois possibilita juntarmos o vídeo da perícia, sem que tenhamos de mantê-lo em nossa nuvem”, avalia. Ela destaca a segurança vinda do fato de procuradores e magistrados poderem visualizar as imagens, mas não editá-las.

Sandra Colbeich Trajano, diretora da Vara do Trabalho de Cachoeira do Sul, chama atenção para a facilidade de acesso e a utilidade do PJe Mídias Desktop, já bem aceito pelos advogados atuantes em sua unidade. A servidora aponta o benefício de se tornar desnecessário o recebimento e manuseio de mídia físicas, especialmente neste período de trabalho remoto. Além disso, acredita que o armazenamento no PJe Mídias Desktop poderá agilizar o julgamentos dos processos, pois magistrados e seus assistentes terão acesso facilitado aos arquivos.

Fonte: TRT4

A
Fechar Menu