Portuguese PT English EN Spanish ES
Quinta edição da Revista CNJ reúne artigos selecionados por especialistas
Quinta edição da Revista CNJ reúne artigos selecionados por especialistas
Ministro Luiz Fux apresenta 5ª edição da e-Revista CNJ durante a 334ª Sessão Ordinária. Foto: Rômulo Serpa/CNJ

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lançou nesta terça-feira (29/6), a quinta edição da Revista Eletrônica do CNJ. O periódico traz 16 artigos que destacam os cinco eixos de gestão do ministro Luiz Fux à frente do Conselho: proteção dos direitos humanos e do meio ambiente; garantia da segurança jurídica para a otimização do ambiente de negócios no Brasil; combate à corrupção, ao crime organizado e à lavagem de dinheiro, com a consequente recuperação de ativos; incentivo ao acesso à Justiça digital; e fortalecimento da vocação constitucional do Supremo Tribunal Federal (STF).

A seleção dos artigos foi feita pelo Conselho Editorial da e-Revista, com análise de pareceres técnicos e estão de acordo com os cinco eixos. Criada em 2015, a publicação tem como objetivo promover a disseminação de trabalhos acadêmicos que tenham por objeto o Poder Judiciário ou a prestação dos serviços jurisdicionais no Brasil, além de difundir alguns dos principais julgados do Plenário do Conselho.

O presidente do CNJ e do STF, ministro Luiz Fux destacou a importância da publicação. “Atenta aos assuntos mais relevantes para a sociedade, a Revista Eletrônica do CNJ alberga artigos inovadores, respeitando o ineditismo que é exigido de seus articulistas.”

Fux ainda lembrou que a revista reúne outros conteúdos. “O periódico conta com a colaboração também de pareceristas de excelência que contribuem com seus conhecimentos e experiências, de forma a selecionar artigos representativos para o âmbito jurídico.”

Com veiculação semestral, a e-Revista do CNJ segue requisitos exigidos pelo sistema Qualis-Periódicos – gerenciado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A produção é coordenada pela Secretaria Especial de Programas, Pesquisas e Gestão Estratégica do CNJ, cujo titular, Marcus Livio Gomes, é o editor-chefe da publicação. A organização está sob a responsabilidade do Departamento de Pesquisas Judiciárias. Todos os artigos enviados para apreciação são analisados tecnicamente por pareceristas anônimos, com doutorado na área e indicados pelo Conselho Editorial da publicação.

João Carlos Teles
(sob supervisão de Thaís Cieglinski)

Agência CNJ de Notícias

Reveja a 334ª Sessão Ordinária no canal do CNJ no YouTube

Veja mais fotos no Flickr do CNJ
29/06/2021 - 334ª Sessão Ordinária

A
Fechar Menu