A Interoperabilidade entre os Sistemas de Gestão Arquivística de Documentos Digitais do Conselho Nacional de Justiça e o Futuro do Judiciário na Era da Informação Digital

  • Luis Pereira Santos Conselho Nacional de Justiça
  • Renata Pereira Torres
Palavras-chave: Interoperabilidade, Preservação Digital, Informações Digitais

Resumo

O objeto deste artigo trata da interação que deve haver entre os sistemas de gestão arquivística de documentos. Esta pesquisa dissertativa possui o objetivo de demonstrar a importância da interoperabilidade entre os sistemas de gestão de informações digitais do CNJ para a preservação dos registros documentais em ambiente digital e sua importância para o futuro Judiciário, na medida em que estes registros se constituem em patrimônio do Estado. Demonstra-se também que a preservação das informações digitais deve vir em momento anterior a sua própria produção e o monitoramento contínuos nas ações de migrações dessas informações para outros sistemas de gestão de documentos serve de base à preservação do patrimônio digital.   

Biografia do Autor

Luis Pereira Santos, Conselho Nacional de Justiça

Graduado em Arquivística pela Universidade de Brasília (2006), Pós-Graduado lato senso pela AVM Faculdade
Integrada (2016); hoje ocupa cargo de Analista Judiciário, no Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Renata Pereira Torres

Graduada em Letras-Espanhol e Português pela Universidade de Brasília (2008), mestra em Estudos da Tradução
pela Universidade de Brasília (2014). Hoje é professora de Língua Espanhola na Secretaria de Estado e Educação do Distrito Federal.

Publicado
2020-12-12