Portuguese PT English EN Spanish ES
Oficina leva mediação a casais separados com ações no Rio de Janeiro
Oficina leva mediação a casais separados com ações no Rio de Janeiro

Foi realizada na terça-feira (8/11), no Museu da Justiça, a Oficina de Parentalidade, promovido pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), através do Centro Judiciário de Soluções de Conflitos (Cejusc) da capital. A oficina conversa com casais que se separaram e têm ações na Justiça para que se entendam e, através de mediações, resolvam as situações, preservando os filhos.

Na edição de terça-feira, estavam presentes a juíza titular da 1ª Vara de Família, Daniela Brandão Ferreira, e a analista judiciária e instrutora de oficina de parentalidade Maria de Fátima Almeida. Entre os temas debatidos com os casais estão guarda compartilhada dos filhos, alienação parental, convivência e direito da criança, além da responsabilidade dos pais.

Daniela Brandão espera que todas as situações sejam resolvidas o mais breve possível, e que o foco dos casais deve ser os filhos. “A nossa ideia é que o processo dure o mínimo possível. É para isso que tentamos, nesta oficina, encaminhar vocês para a mediação. Vocês precisam de energia para cuidar dos filhos. Sabemos que está cada vez mais complicado e o tempo não pode ser perdido com processo na Justiça”, disse.

Para Maria de Fátima, o saldo é positivo, e a oficina, que já foi realizada outras vezes, leva os casais a resolverem suas pendências. “Ao término da oficina, nós convidamos as partes para vir para a mediação, onde poderão conversar e tratar dos interesses deles e dos filhos. Os resultados são positivos. Dos casos que vão para a mediação, quase 100% é resolvido. Acreditamos ser um trabalho de reflexão pedagógica para o casal”, comentou.

“As oficinas foram idealizadas a partir de uma pesquisa feita por uma juíza de São Paulo. Ela pesquisou em diversas comarcas, inclusive no TJRJ, para criar um trabalho em que fosse feito com as famílias um processo de separação que preservasse os filhos do conflito que surge com o rompimento da relação”, conta a instrutora. A mediação dos casais que participaram na terça-feira será realizada no dia 25 de novembro. Nova edição da oficina será realizada nesta terça-feira (22/11).

Fonte: TJRJ

A
Fechar Menu