Portuguese PT English EN Spanish ES
Mais de 630 iniciativas concorrem ao Prêmio Innovare em 2021
Mais de 630 iniciativas concorrem ao Prêmio Innovare em 2021
Arte: Instituto Innovare

O Prêmio Innovare tem 634 iniciativas que colaboram para ampliar e aprimorar o atendimento da justiça concorrendo às sete categorias desta que é a 18ª edição. A fase de entrevistas começou na semana passada e segue até 7 de julho.

O Prêmio Innovare é uma iniciativa do Instituto Innovare, com apoio do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e promove, desde 2004, as boas práticas criadas por profissionais da área jurídica para tornar a justiça mais ágil e acessível à população. “É uma confirmação de que há muitas pessoas preocupadas com o atendimento ao cidadão, trabalhando para modernizar processos, encontrar novas soluções e aprimorar métodos de trabalho e a prestação jurisdicional”, conta a coordenadora do Prêmio Innovare, Raquel Khichfy.

O estado com maior número de práticas inscritas é São Paulo, com 119 trabalhos, seguido do Rio Grande do Sul, com 51 e Minas Gerais, com 39. Além das categorias tradicionais – Tribunal, Juiz, Ministério Público, Defensoria Pública, Advocacia e Justiça e Cidadania -, também disputarão o Innovare duas práticas indicadas pelo CNJ na categoria CNJ/Tecnologia. Será premiada, ainda, uma iniciativa que tenha como objetivo promover a Defesa da Igualdade e a Diversidade, tema escolhido pela diretoria do Innovare para o Prêmio Destaque do Innovare, em 2021.

Visitas

“São mais de 600 práticas e os agendamentos serão feitos gradativamente. Todas as práticas que cumpriram o regulamento serão contatadas”, explica Raquel. O texto completo do edital pode ser consultado na página do Prêmio Innovare. Serão solicitadas informações complementares, como links para fotografias e vídeos que mostrem o trabalho sendo realizado. Também é recomendável separar os contatos de pessoas atendidas pelas práticas.

“Os consultores entrevistarão os candidatos e as pessoas beneficiadas ou atendidas pelas práticas, para que relatem suas experiências com o trabalho oferecido. Nosso objetivo com essas entrevistas é montar um bom portfólio sobre cada uma das práticas, para que a Comissão Julgadora tenha elementos para avaliar os trabalhos”, destaca a coordenadora.

Desde sua criação, em 2004, o Prêmio Innovare vem trabalhando para identificar e colocar em evidência iniciativas que trazem inovações e contribuem para o aprimoramento da justiça. Ao todo, já foram premiadas 240 práticas, entre mais de 7 mil trabalhos, em diferentes áreas da atuação jurídica. Todas as iniciativas selecionadas são incluídas no Banco de Práticas do Innovare. Elas podem ser consultadas em www.premioinnovare.com.br.

Agência CNJ de Notícias

A
Fechar Menu