Portuguese PT English EN Spanish ES
. . . . . .
Infância: João Pessoa (PB) realiza 41 audiências concentradas em 14 dias
Infância: João Pessoa (PB) realiza 41 audiências concentradas em 14 dias
Foto: TJPB

Em duas semanas de trabalho, a equipe da 1ª Vara da Infância e Juventude de João Pessoa, do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), realizou 41 audiências concentradas. Nessa primeira etapa do mutirão em 2021, foram ouvidas 61 pessoas, entre crianças e adolescentes, de cinco instituições de acolhimento. Oito delas foram encaminhadas para adoção e um grupo de quatro irmãos foi reintegrado à família.

As crianças e adolescentes ouvidas nas audiências concentradas moram, temporariamente, na Casa Diagnóstica; Morada do Betinho; São Padre Pio de Pietrelcina; Casa Lar Manaíra, São Padre Pio de Pietrelcina (Pedras de Fogo); Casa de Acolhida Feminina; Família Acolhedora; Casa Shalone; e Lar da Criança Jesus de Nazaré. As próximas etapas das audiências concentradas ainda estão previstas em julho e outubro.

Os dados foram apresentados nessa terça-feira (27/4) pela chefe do Núcleo das Equipes Multidisciplinares da 1ª Circunscrição do TJPB, Fernanda Sattva. Ela acrescentou que 56 indivíduos permanecem acolhidos e um atingiu a maior idade. “Ainda faltam acontecer audiências relacionadas a três instituições que envolvem 23 crianças e adolescentes.”

De acordo com o juiz titular da 1ª Vara da Infância e Juventude de João Pessoa, Adhailton Lacet Correia Porto, as audiências são por meio da plataforma Zoom, onde participam representantes da equipe técnica das instituições, do Conselho Tutelar, Ministério Público, Defensoria Pública, equipe interprofissional da Vara da Infância e Juventude e demais integrantes que compõem a rede de atendimento. “Os mutirões são um instrumento essencial para análise e encaminhamento de todo os casos de crianças e adolescentes que se encontram em situação de abrigamento nas instituições de acolhimento existentes na capital.”

Fonte: TJPB

A
Fechar Menu