Portuguese PT English EN Spanish ES
. . . . . .
Estágio encerra curso de mediação oferecido pelo CNJ

Com a realização do estágio prático, está finalizado o curso de mediação judicial oferecido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) e realizado na Escola Superior da Magistratura. Na manhã da última sexta-feira (16/12), dois mediadores, acompanhados de outros dois com a função de fazer a avaliação dos colegas, receberam os representantes de uma construtora e dos compradores de um imóvel para discutir sobre como resolver o cumprimento do contrato. A novidade é a implantação da mediação nos processos que tramitam no âmbito do Tribunal de Justiça, 2º grau de jurisdição.

A audiência serviu para as partes visualizarem a solução para o litígio.  Funcionaram como mediadoras Valéria Gambogi Rodrigues e Cláudia Porto Löw. A atividade de mediação procura identificar questões, interesses e sentimentos envolvidos no esclarecimento da controvérsia e não busca o acordo em si, mas uma melhor comunicação entre as partes envolvidas.

A busca do entendimento pode ser a melhor forma de resolver o conflito – com a mediação, promove-se o diálogo, disseminando a cultura da pacificação ao invés da cultura do litígio. O trabalho dos 25 mediadores é voluntário.

Depois do curso, realizado em novembro, cada mediador deverá praticar em 10 sessões de mediação durante o estágio supervisionado que tem previsão de seis meses. Após, será emitido o certificado pelo CNJ, finalmente coroando a preparação dos servidores do Tribunal e viabilizando o trabalho como Mediador Judicial nas centrais de 1º e 2º Graus.

Do TJRS

A
Fechar Menu