Câmara Criminal do RN supera meta fixada para julgamento de recursos

You are currently viewing Câmara Criminal do RN supera meta fixada para julgamento de recursos
Compartilhe

A Presidência da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), ocupada interinamente pelo desembargador Glauber Rêgo, destacou, na sessão do dia 20 de setembro, que o órgão tem conseguido cumprir e superar as metas nacionais de 2016 fixadas para todo o Judiciário. Conforme dados apresentados, os recursos remetidos aos gabinetes são apreciados e julgados em até 100 dias, conforme orienta o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

“Temos cumprido com essa meta e o prazo não tem chegado a esse limite”, comemorou o presidente da Câmara Criminal. “No caso dos Habeas Corpus, em até três semanas depois de impetrados, temos visto os julgamentos”, confirmou um dos advogados presentes na sessão, Edberto Afonso Smith Junior. Desta forma, a Câmara Criminal do TJRN se mantém, de acordo com os desembargadores, dentro das metas escolhidas pelos tribunais brasileiros no 9º Encontro Nacional do Poder Judiciário nos dias 24 e 25 de novembro de 2015, em Brasília.

As metas, segundo a organização do encontro, são fruto de aberta e participativa deliberação dos representantes dos órgãos que compõem o Poder Judiciário brasileiro, por meio da rede de Governança Colaborativa, assumidas como passos importantes e indispensáveis à oferta de uma prestação jurisdicional efetiva, segura, célere e democrática. Dentre elas, estão a Meta 1, que é a de julgar mais processos que os distribuídos (todos os segmentos) e julgar quantidade maior de processos de conhecimento do que os distribuídos no ano corrente e a Meta 2, que é julgar processos mais antigos.

Fonte: TJRN