Portuguese PT English EN Spanish ES
Boas práticas pelos direitos das crianças serão difundidas em capacitação
Boas práticas pelos direitos das crianças serão difundidas em capacitação
Foto: Luiz Silveira/Agência CNJ

Disseminar práticas para a proteção e o desenvolvimento de crianças na primeira infância. Esse é o objetivo da capacitação que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) realizará em meio virtual entre 22 de junho e 3 de julho.

Durante a capacitação, os participantes farão intercâmbio de conhecimentos sobre criação, implementação e resultados de projetos dedicados à promoção dos direitos de bebês e crianças com idade de até seis anos. A troca de informações sobre boas práticas no âmbito do Pacto Nacional pela Primeira Infância visa difundir ações que podem ser replicadas e mudar a realidade de crianças da mais tenra idade.

A capacitação abrangerá 15 projetos selecionados e premiados, resultado da chamada pública para Seleção, Premiação e Disseminação de Boas Práticas relacionadas à promoção de direitos e à atenção à primeira infância lançada em julho de 2019, como uma das ações do projeto “Justiça Começa na Infância: fortalecendo a atuação do Sistema de Justiça na promoção de direitos para o desenvolvimento humano integral”. As práticas foram subdivididas nas categorias Sistema de Justiça (três práticas), Governo (quatro práticas), Empresas (três práticas) e Sociedade Civil Organizada (cinco práticas).

Entre os projetos cujas informações e experiências serão compartilhadas constam: “Amparando Filhos – Transformando Realidades com a Comunidade Solidária” do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO); “Promoção de Direitos para as Mulheres Privadas de Liberdade e seus Filhos” da Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul; “Um projeto de educação participativa na educação infantil” do Ateliê Cata-Ventos Espaço para a Infância; e “Programa P Manual para o exercício da paternidade e o cuidado” do Instituto Mundo.

A capacitação é direcionada a profissionais do Sistema de Justiça, de órgãos públicos e da sociedade civil que atuam com ações e projetos abrangendo bebês e crianças de até seis anos. A capacitação também poderá ser feita por pessoas interessadas no tema. As inscrições devem ser feitas aqui até 18 de junho.

Luciana Otoni
Agência CNJ de Notícias

A
Fechar Menu