Últimas páginas visitadas

Cadastro Nacional de Presos - BNMP 2.0

files/conteudo/imagem/2018/02/938d7634ec30db442f417f5b7e6d8ef8.jpg

files/conteudo/imagem/2018/02/beac01de0db0f077ac589123f2bdaac6.jpg

files/conteudo/imagem/2018/08/52421499b28d001f7ff2ead4d3f9dbb5.png

O Banco Nacional de Mandados de Prisão - BNMP, implementado pelo CNJ em 2011 e já integrado em todos os tribunais, é uma ferramenta que possibilita o registro e consulta de informações sobre mandados de prisão.

A atual crise no sistema carcerário mostrou a necessidade de dados mais amplos e informações confi áveis para permitir o planejamento
necessário para mudarmos essa realidade no Brasil.

Assim, o CNJ desenvolveu o Banco Nacional de Monitoramento de Prisões, o BNMP 2.0. Esta nova versão do sistema vai permitir, além do monitoramento das ordens de prisão expedidas pelo Judiciário, o controle do cumprimento das ordens de prisão e soltura em âmbito nacional e em tempo real, permitindo a criação de um Cadastro Nacional de Presos.

O Cadastro vai trazer mais segurança para a sociedade e eficiência para o Judiciário, já que todas as informações sobre pessoas procuradas pela Justiça ou presas em estados diversos estarão, agora, integradas.

A partir da alimentação dos dados, o Poder Judiciário criará um banco de dados dinâmico e de abrangência nacional.


Para saber como o BNMP funciona assista aos vídeos no final desta página.


O que a sociedade ganha com o novo BNMP?

SEGURANÇA PÚBLICA, com a integração de informações sobre presos em nível nacional.
PROTEÇÃO de vítimas, que poderão ser informadas sobre a prisão e soltura do acusado.
SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO, será gerado um número único nacional de peças, as quais poderão ter sua autenticidade
conferida on-line por meio de um QR Code.
TRANSPARÊNCIA, com consulta pública de pessoas e documentos processuais, além da produção de estatísticas relevantes.

E o Poder Judiciário?

EFICIÊNCIA na jurisdição criminal e na execução de penas.
CONTROLE da informação com independência dos dados do Poder Executivo.
RACIONALIDADE, já que não será necessária a emissão de diversos relatórios sobre presos.
AGILIDADE, por meio da padronização de rotinas e emissão de alertas.
PLANEJAMENTO, com a criação do Cadastro Nacional de Presos, permitindo a produção de dados relevantes para a definição da política criminal.

Com a implantação do BNMP 2.0, o CNJ estará cumprindo sua parte para trazer o sistema prisional brasileiro para o século XXI.


1. Conheça o BNMP 2.0

 

2. Cadastro e acesso ao Sistema

 

3. Como assinar peças

 

4. Mandados de Prisão

 

5. Alvarás de Soltura

 

6. Extinção de punibilidade por morte

 

7. Audiências de Custódia

 

8. Acervo de Execução

 

 
 
 
 

SEPN Quadra 514 norte, lote 9, Bloco D CEP: 70760-544 

Telefones - 55 61 2326-5000 Horário de atendimento ao público: das 12h às 19h, de segunda a sexta-feira, exceto nos feriados.

W3C Válido