.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo
Foto: Ricardo Lima
Foto: Ricardo Lima

A Central Judicial do Idoso (CJI) do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Território lançou na quarta-feira (19/6), sua nova cartilha, intitulada “Pessoa Idosa - direitos, dicas e informações”. O lançamento foi realizado durante o fórum de debates “Ausência também é violência”, aberto pela 2ª Vice-Presidente do TJDFT, desembargadora Ana Maria Duarte. Em sua fala, a desembargadora lembrou que a Central segue a filosofia de mediação e conciliação, procurando soluções com as quais a própria família venha a engajar-se.

Durante o evento, foi realizada a mesa redonda “Consequências da negligência no contexto do envelhecimento”, que contou com a presença do secretário Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Antônio Costa. Segundo o secretário, em relação aos idosos, “o fortalecimento dos vínculos familiares é o primeiro objeto que temos que trabalhar”. Também participaram da mesa a sub-tenente Cristina Camarano da PMDF e do professor Hudson Pinheiro da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.

O fórum contou ainda com a palestra “Ausência também é violência”, proferida pelo assistente social e especialista em gerontologia Vicente de Paula Faleiros. “A negligência, o abandono e a ausência são formas de descompromisso”, ressaltou em sua preleção.

Ao final, a juíza do TJDFT Monize Marques, uma das coordenadoras da CJI, apresentou a nova cartilha, enfatizando que “o idoso é um sujeito de direitos e não um objeto da lei”. Impressa em letras ampliadas - que facilitam a leitura, a cartilha versa sobre direitos dos idosos, tipos de violência, cuidados com a saúde, assistência social, atendimento jurídico e segurança. Traz também uma relação de órgãos que atuam na defesa dos direitos dessas pessoas, de centros de convivência para idosos e instituições de longa permanência.

Realizado no teatro Paulo Autran do SESC de Taguatinga Norte, o encontro contou com a presença da banda do Corpo de Bombeiros e com uma performance teatral apresentada pelo grupo Mais Vividos.

Fonte: TJDFT


Tópicos: TJDFT