.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo
Unidades de 1º grau realizaram 3,5 mil sessões, com 77% de acordos, no valor de R$13,1 milhões (Divulgação/TJES)
Unidades de 1º grau realizaram 3,5 mil sessões, com 77% de acordos, no valor de R$13,1 milhões (Divulgação/TJES)

Uma estatística divulgada pelo Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (NUPEMEC) do Tribunal de Justiça do Espírito Santo revelou um resultado positivo das sessões de conciliação e mediação realizadas pelos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania, os CEJUSC´s, ao longo do ano de 2018.

De acordo com os números do relatório, no último ano, mais de 10 mil pessoas foram atendidas nos 12 CEJUSC´s instalados no Estado. Em Primeiro Grau, foram realizadas 3.585 sessões de conciliação e mediação, que resultaram em 77% de acordos homologados. Além da solução dos conflitos de forma conciliatória no âmbito familiar, administrativo estadual e municipal, os acordos que envolviam questões financeiras totalizaram o valor de R$ 13.107.094,00.
No âmbito Pré-Processual, foram homologados 4.532 acordos.
Para a Desembargadora Janete Vargas Simões, Supervisora do Nupemec, os resultados gerais significam que um dos maiores objetivos dos CEJUSC´s está sendo alcançado, que é a busca pela pacificação social através do diálogo entre as partes, sejam o Estado, o Município, as empresas prestadoras de serviços e, especialmente, núcleos famíliares e a sociedade de forma geral, evitando a judicialização de novas demandas e a fragmentação das relações familiares e sociais:
“Os CEJUSC´s estão provocando uma mudança de cultura. Os espaços e a capacitação dos mediadores e conciliadores fazem a diferença, incentivam o diálogo, aproximam as pessoas que se olham nos olhos e assim podem construir a melhor solução para seus próprios conflitos. Uma solução duradoura e eficaz, fortalecendo as relações familiares e sociais. Respeito ao outro e às suas demandas”.
Para melhor atender às comunidades, em 2018, o TJES inaugurou 3 novos CEJUSC´s, em São Mateus, Serra e o último em Vitória. Certificou 72 novos Mediadores Judiciais, dentro dos moldes exigidos pelo Conselho Nacional de Justiça. No planejamento para o ano de 2019, diversas ações estão previstas, além de novos cursos de mediação judicial na Grande Vitória e em outras Comarcas, com início em fevereiro.
“Com equipes mais habilitadas, atenderemos os cidadãos com mais capacidade. Nosso agradecimento especial aos magistrados envolvidos voluntariamente com os Cejusc’s, no primeiro e no segundo grau, aos servidores, estagiários e voluntários que dedicam seu trabalho a esse novo projeto do Judiciário. Vocês fazem a diferença!”, concluiu a Desembargadora Janete Vargas Simões.

Fonte: TJES


Tópicos: cejusc,Mediação e Conciliação,Centros Judiciários de Resolução de Conflito e Cidadania (Cejuscs),Conciliação e mediação,conciliação