Menu

O índice de produtividade dos magistrados do Poder Judiciário de Santa Catarina, segundo o relatório Justiça em Números, divulgado nesta semana pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), registrou crescimento em 2016. Os juízes catarinenses julgaram naquele ano 1860 processos, número superior à média nacional no período, que atingiu 1749 ações. Este foi o segundo melhor desempenho na faixa dos tribunais de médio porte do país - categoria em que o TJSC está enquadrado.

Já no índice de atendimento à demanda, que verifica a capacidade de cada tribunal baixar processos em relação a novas demandas, Santa Catarina teve o 4º melhor desempenho na sua faixa e alcançou o 6º lugar geral, com 111,3%, também acima da média nacional de 100,3%. A melhor performance está centrada em ações específicas desenvolvidas pelo TJSC, como a implantação de Varas Regionais Especializadas e das Divisões de Tramitação Remota. Também trouxe repercussão nos índices a completa implantação do processo digital no 1º grau, que permitiu definir novos fluxos de dados e identificar gargalos na tramitação de processos para solução de demandas.

O relatório apontou, ainda, a crescente carga de trabalho enfrentada por magistrados no estado. Foram mais de 10 mil processos por juiz e outros 2,6 mil por desembargador. Em 2016 ingressou em Santa Catarina, na Justiça Estadual, uma média de 1738 novos processos por juiz de 1º grau e 1061 para cada magistrado de 2º grau. No 1º grau, o número é superior à média nacional, que apontou 1581 ações. No 2º grau, a média nacional é de 1394 ações.

Fonte: TJSC


SEPN Quadra 514 norte, lote 9, Bloco D CEP: 70760-544 

Telefones - 55 61 2326-5000/5001 Horário de atendimento ao público: das 12h às 19h, de segunda a sexta-feira, exceto nos feriados.

W3C Válido