.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo
Comarca de Caldas Novas tem meta arrojada para conciliaçãoFoto: Divulgação/ TJGO
Acesso á Justiça. Crédito: Divulgação/TJGO.

O juiz Murilo Vieira de Faria, titular do 4° Juizado Especial Cível de Goiânia, localizado na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Goiás (UFG), promove, entre esta segunda-feira (21/9) e quinta-feira (23/9), das 8 às 18 horas, um mutirão de audiências de conciliação, instrução e julgamento. Serão atendidas demandas que se enquadram na Lei 9.099 e, além das audiências, a expectativa é de que sejam proferidas 200 sentenças.

Sob a coordenação do magistrado, o trabalho contará com a participação de servidores e voluntários do juizado. “Serão atendidas, no mínimo, 400 pessoas nesses dias, apenas nas audiências, sem contar os demais atendimentos que são realizados diariamente”, pontuou Murilo Vieira.

Segundo ele, as causas atendidas durante a força-tarefa são, em sua maioria, decorrentes de relação de consumo, demandas diretamente relacionadas com as necessidades fundamentais do cidadão. “Nos juizados especiais cíveis, as pessoas que não têm condições de contratar advogados, podem entrar com a ação sem o patrocínio dos mesmos, nas causas de até 20 salários mínimos, objetivando, assim, o acesso à Justiça”, ressaltou.

“Pretendemos fazer desses dias um marco na história do judiciário de Goiás, por meio do atendimento eficaz ao cidadão, e transformar esse marco em uma realidade para com todos os serviços prestados no dia a dia aos jurisdicionados. É muito importante para o cidadão ter o conhecimento de providências que têm sido tomadas pelo Poder Judiciário, para melhor atender suas necessidades e anseios”, enfatizou o juiz.

Esforço conjunto - A inciativa se deve também às comemorações dos 20 anos da Lei 9.099/95, que criou os Juizados Especiais nos âmbitos federal e estadual. Como forma de celebrar a data, a Corregedoria Nacional de Justiça, em parceria com os Tribunais de Justiça e os Tribunais Regionais Federais, vai promover uma série de mutirões de instrução e julgamento ao longo de todo o mês de setembro. É o programa Redescobrindo os Juizados Especiais.

A iniciativa foi apresentada em reunião no dia 22 de junho deste ano pela corregedora nacional de Justiça, ministra Nancy Andrighi, aos coordenadores estaduais e federais dos Juizados Especiais. Além de conclamar os magistrados a participarem dos mutirões durante o mês de setembro, a ministra ressaltou a importância de se revisitar a legislação com “óculos modernos”, segundo site do Conselho Nacional de Justiça. “A fim de nos unir à comemoração conclamada pela ministra do STJ, vamos realizar no 4º Juizado Especial Cível de Goiânia as audiências”, explicou o juiz Murilo Vieira.

Fonte: TJGO


Tópicos: TJGO,juizados especiais,conciliação,Boas práticas