Últimas páginas visitadas

As representações apresentadas ao CNJ contra Favreto e Moro serão sobrestadas e apensadas ao procedimento aberto pelo Corregedor Nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha. FOTO:Gil Ferreira/Agência CNJ
As representações apresentadas ao CNJ contra Favreto e Moro serão sobrestadas e apensadas ao procedimento aberto pelo Corregedor Nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha. FOTO:Gil Ferreira/Agência CNJ

O corregedor nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, determinou a abertura de procedimento para apurar as condutas do Desembargador Rogério Favreto e do Desembargador João Pedro Gebran Neto, ambos do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), e do Juiz Sérgio Moro, em relação ao episódio do Habeas Corpus concedido ao ex-presidente Lula e posteriores manifestações que resultaram na manutenção da prisão, no último domingo (8/7).

As oito representações apresentadas até agora ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra o Desembargador Rogério Favreto e as duas apresentadas contra o Juiz Sérgio Moro serão sobrestadas e apensadas ao Procedimento determinado pelo Corregedor Nacional, já que se trata de uma apuração mais ampla dos fatos.

O Pedido de Providências será autuado e os trabalhos de apuração iniciados imediatamente pela equipe da Corregedoria Nacional de Justiça. ​

Corregedoria Nacional de Justiça


Tópicos: corregedoria nacional de justiça

SEPN Quadra 514 norte, lote 9, Bloco D CEP: 70760-544 

Telefones - 55 61 2326-5000 Horário de atendimento ao público: das 12h às 19h, de segunda a sexta-feira, exceto nos feriados.

W3C Válido