.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo
227ª Sessão Plenária – posse do conselheiro Rogério Nascimento. Foto: Gil Ferreira/ Agência CNJ
227ª Sessão Plenária – posse do conselheiro Rogério Nascimento. Foto: Gil Ferreira/ Agência CNJ

O presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, empossou, no início da tarde desta terça-feira (15/3), o procurador regional da República Rogério Nascimento no cargo de conselheiro do CNJ. Com a posse de Rogério Nascimento, que ocupará o cargo pelos próximos dois anos, o Plenário do CNJ passa a deliberar com seu quórum completo, de 15 conselheiros.

A solenidade de posse foi pouco antes do início da 227ª Sessão Ordinária, às 14 horas, e contou com a participação de sua antecessora no cargo, a subprocuradora-geral da República Luiza Cristina Frischeisen, dos presidentes da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), João Ricardo Costa, da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Antônio César Bochenek, e da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Germano Silveira de Siqueira, e do advogado Valdetário Monteiro, do Conselho Federal da OAB, além dos demais conselheiros do CNJ.

“O novo conselheiro é muito qualificado, tanto do ponto de vista profissional quanto do ponto de vista acadêmico e dará grande contribuição para este Conselho”, afirmou o ministro Ricardo Lewandowski, após a assinatura do termo de posse.

Ao receber os cumprimentos dos colegas de Plenário, o novo conselheiro afirmou estar bastante motivado com o cargo. “A instituição é uma instituição fundamental para a democracia. Não tem democracia sem Justiça acessível e essa vai ser a minha preocupação principal”, disse.

O novo conselheiro do CNJ é graduado em Direito pela Universidade Federal do Rio de janeiro (UFRJ), possui doutorado em Direito Público pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e pós-doutorado pela Universidade Federal do Paraná. É membro do Ministério Público desde 1992, professor titular na Universidade Estácio de Sá e professor adjunto na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Acesse aqui o álbum de fotos da cerimônia.

Tatiane Freire
Agência CNJ de Notícias


Tópicos: Posse