Siga o CNJ Flickr Facebook Twitter Youtube Instagram RSS

Conselho lança Guia de Gestão em Competência do Poder Judiciário

Foto: Luiz Silveira/Agência CNJ
Foto: Luiz Silveira/Agência CNJ

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) divulga, nesta sexta-feira (19/2), o manual “Gestão por Competências Passo a Passo: um Guia de Implementação”. Digital, interativa e aberta a todos os interessados, a publicação sugere e orienta tribunais no caminho do desenvolvimento das competências de seus servidores, a fim de alcançar os objetivos estratégicos da instituição. O guia também permitirá que o CNJ faça um mapeamento da gestão por competências no Judiciário, para posterior produção de políticas de desenvolvimento profissional para os servidores públicos.

Elaborado pelas servidoras Marina Brazil Bonani e Anali Cristino Figueirêdo, do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Servidores do Poder Judiciário (CEAJud) do CNJ, o guia foi desenvolvido em 2015. A ideia de desenvolver um guia prático de gestão por competências nasceu de demandas internas e externas. “Muitos tribunais procuram o CNJ a fim de encontrar uma orientação, um suporte na tarefa de implementar a gestão por competências. Apesar de alguns tribunais apresentarem avanços no tema, ainda há muitos obstáculos que dificultam o alcance de resultados efetivos” explicou Marina Bonani.

Gestão organizada – “Gestão por competências é uma forma de lidar com os recursos humanos que existem no órgão de maneira prioritária, organizada e planejada. De tal forma que os objetivos estratégicos possam ser alcançados da melhor forma possível”, acrescentou Anali Figueirêdo. “A razão disso é produzir mais resultados para o órgão e, naturalmente, para o cidadão. Em geral, a implementação da gestão por competências é realizada de forma desorganizada, sem um acompanhamento contínuo e não conversa com os objetivos estratégicos dos órgãos”, observou a servidora.

Apesar de ser uma forma de permitir ao CNJ o monitoramento da situação da gestão por competências no Judiciário, a função do guia é orientar e não instituir regras nessa área. “Cada tribunal tem autonomia para gerir e adotar as metodologias que melhor couber dentro de seu planejamento estratégico. Esse é apenas um deles”, ponderou Bonani.

Resultado de pesquisas e visitas a diversos órgãos públicos, que já iniciaram a implementação do modelo de gestão por competência, o guia criado pelo CEAJud foi inspirado em gestões praticadas nos diversos ramos do Judiciário e em órgãos do Executivo e do Legislativo.

Como fazer – Para auxiliar os servidores que quiserem colocar em prática as sugestões do guia, foi criada a Comunidade de Gestão por Competências, em que é possível encontrar informações e grupos de discussão sobre o tema. Para acessar a Comunidade, é necessário o cadastro no portal do CEAJud. Dentro da Comunidade, o guia encontra-se na aba “publicações”. Cadastrado, o visitante terá acesso ao guia, fóruns de discussões, além de uma biblioteca virtual com publicações sobre o assunto.

O manual está em consonância com a Resolução CNJ n. 192/2014, que instituiu a Política Nacional de Formação e Aperfeiçoamento dos Servidores do Judiciário.

Acesse o Guia aqui.

Regina Bandeira
Agência CNJ de Notícias


Siga o CNJ

Palavras-chave

CEAJud

SEPN 514, lote 9, Bloco D - Brasília/DF CEP: 70760-544 

Telefones - 55 61 2326-5000 Horário de atendimento ao público: das 12h às 19h, de segunda a sexta-feira, exceto nos feriados.