.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo

O sistema de acompanhamento eletrônico de processos, o E-CNJ, passará por manutenção nesta sexta-feira (26/2), a partir das 20h. O objetivo é melhorar o desempenho do sistema. O retorno do funcionamento está previsto para as 18h do sábado (27/2).
O E-CNJ é uma ferramenta utilizada para gerenciar todos os processos eletrônicos que tramitam no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Trata-se de um banco de dados que cadastra processos autuados e distribuídos, referentes aos procedimentos de controle administrativo, pedidos de providências e procedimentos internos.O sistema foi criado para acelerar os procedimentos na prestação de serviços à sociedade, dando mais transparência às decisões do Conselho.

Histórico - O sistema foi lançado em 2 de fevereiro de 2007, destinando-se apenas ao cadastramento dos processos. A partir de setembro do mesmo ano, foi aprimorado, permitindo o acesso aos advogados, que puderam, então, acompanhar eletronicamente os casos de seu interesse. Em 2008, o sistema possibilitou o cadastro aos magistrados e às partes do processo. Depois disso, ainda foi melhorado para que os advogados fossem intimados pelo próprio sistema eletrônico.
Curiosidades - A maior parte dos processos que ingressam no CNJ refere-se à lentidão no julgamento dos processos ou relaciona-se a assuntos de infração disciplinar.

De acordo com a Secretaria Processual do Conselho, os processos que entram no E-CNJ levam, no máximo, 24 horas para serem distribuídos aos conselheiros. Atualmente, o sistema recebe e distribui, em média, 40 processos por dia.

GB/DA