Notícias em Destaque

CNJ aprova resolução que disciplina a lei das escrituras


25/04/2007 - 12h27


O preço dos serviços cobrados em cartórios para a realização de divórcios, separações, partilhas e inventários consensuais acaba de ser regulamentado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).  

O preço dos serviços cobrados em cartórios para a realização de divórcios, separações, partilhas e inventários consensuais acaba de ser regulamentado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). De acordo com a resolução nº. 35, aprovada pelo órgão nesta terça-feira (24/04), a cobrança pelos serviços não pode ser proporcional ao valor dos bens envolvidos na causa. 

Essa cobrança proporcional - que acabava encarecendo consideravelmente os trâmites - vinha sendo praticada por cartórios desde o início do ano, quando foi aprovada a lei 11.441, conhecida como a lei das escrituras. Pelo caráter inovador da nova legislação, seu conteúdo gerou muitas divergências, controvérsias e dúvidas com relação à sua aplicação. E muitos cartórios começaram a cobrar alto pelos serviços, contrariando os objetivos da nova lei, que seria o de proporcionar as escrituras a um menor custo à população. 

De acordo com a resolução do CNJ, "a cobrança pelos serviços deve corresponder ao efetivo custo e à adequada e suficiente remuneração pela sua prestação". Além disso, o documento também deixa claro que está vedada "a fixação de custas em percentual incidente sobre o valor do negócio jurídico objeto dos serviços notariais e de registro".

Segundo o corregedor nacional de Justiça, ministro Antônio de Pádua Ribeiro, "é de suma importância que os objetivos visados pela lei não sejam prejudicados pela adoção de entraves burocráticos e exigências desnecessárias acabem por inviabilizá-la e frustrar sua finalidade".

A resolução 35 tem 53 artigos e também fixa que as escrituras públicas de inventário e partilha, separações e divórcios consensuais não dependem de homologação judicial e são títulos aptos para o registro civil e o registro imobiliário e para a transferência de bens e direitos. Essas escrituras públicas também podem ser utilizadas para a promoção de todos os atos necessários à concretização das transferências de bens e levantamento de valores em órgãos como o Detran, junta comercial, registro civil de pessoas jurídicas, instituições financeiras e companhias telefônicas, entre outras.

A resolução destaca ainda a gratuidade das escrituras de inventário, partilhas, separação e divórcio consensuais nos casos de apresentação de declaração dos interessados de que não possuem condições de arcar com as custas, ainda que as partes tenham advogado.



Siga o CNJ: Facebook Twitter Youtube Flickr RSS

Palavras-chave:

Notícias do CNJ

Corregedora afasta juiz federal de processos envolvendo Eike Batista

26/02/2015 - 20h23
 Corregedora afasta juiz federal de processos envolvendo Eike BatistaA corregedora nacional de Justiça, ministra Nancy Andrighi, determinou na noite de quinta-feira (26/2) o afastamento do juiz federal Flávio Roberto ...

Apadrinhamento afetivo de crianças e adolescentes: entenda como funciona

26/02/2015 - 10h58
Apadrinhamento afetivo de crianças e adolescentes: entenda como funcionaO programa especial do CNJ Responde, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), entrevista nesta semana a psicóloga Maria da Penha Oliveira. Ela é coor...

Justiça do Trabalho promove campanha Nacional de Conciliação

26/02/2015 - 10h07
Justiça do Trabalho promove campanha Nacional de ConciliaçãoCom o slogan “Outra forma de estender a mão é conciliar”, pela primeira vez a Justiça do Trabalho promoverá a Semana Nacional da Conciliação...

São Paulo lança projeto que apresenta preso a juiz em prazo reduzido

25/02/2015 - 10h48
São Paulo lança projeto que apresenta preso a juiz em prazo reduzidoConcebido em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o projeto Audiência de Custódia foi lançado nesta terça-feira (24/2) no Fórum Cr...

Adolescentes que cumprem medidas socioeducativas e presidiários têm maior dificuldade na redação

25/02/2015 - 10h17
Adolescentes que cumprem medidas socioeducativas e presidiários têm maior dificuldade na redaçãoMilhares de adolescentes que cumprem medidas socioeducativas e presidiários que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de ...

Nova versão do PJe permite acesso com login e senha

25/02/2015 - 09h03
Nova versão do PJe permite acesso com login e senhaEstá disponível para tribunais de todo o país a nova versão (1.7) do Processo Judicial Eletrônico (PJe), que permite acesso por meio de login e s...

Corregedoria Nacional suspende pagamento de auxílio-transporte no TJMT

24/02/2015 - 20h05
Corregedoria Nacional suspende pagamento de auxílio-transporte no TJMTA corregedora nacional de Justiça, ministra Nancy Andrighi, determinou, nesta terça-feira (24/2), a suspensão do pagamento de auxílio-transporte a...

Corregedoria regional investigará uso de bens apreendidos

24/02/2015 - 18h52
Corregedoria regional investigará uso de bens apreendidosO uso de bens apreendidos pelo juiz Flávio Roberto de Souza, da 3ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro será investigado pela Corregedoria Regio...

Verbas pecuniárias garantem expansão do atendimento a crianças especiais em MS

24/02/2015 - 10h07
Verbas pecuniárias garantem expansão do atendimento a crianças especiais em MSO repasse de R$ 26 mil em verbas pecuniárias – recurso arrecadado por meio da aplicação de penas alternativas – garantiu à Associação Pestal...

Notícias do Judiciário

Corregedoria irá auxiliar projeto para emissão de certidão de nascimento

27/02/2015 - 14h24
Uma reunião entre a juíza auxiliar da Corregedora- Geral da Justiça do Maranhão Oriana Gomes e a diretora da Casa do Cidadão da Secretaria de Dir...

Pai Presente garante 5.160 reconhecimentos de paternidade no Ceará

27/02/2015 - 12h29
O Programa Pai Presente possibilitou o reconhecimento voluntário da paternidade de 5.160 pessoas no Ceará. A estatística é referente ao período d...

Tribunal Eleitoral inicia digitalização de processos físicos

27/02/2015 - 12h14
O Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR) deu início à digitalização dos processos físicos judiciais da instituição. A empresa Arquivar...

Judiciário baiano ganha mais duas varas de Violência Doméstica

27/02/2015 - 11h34
O Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA) instalará mais duas varas de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher no Estado, que irão s...

Justiça Comunitária abre inscrições para curso de combate ao racismo

26/02/2015 - 14h08
O Programa Justiça Comunitária (PJC) do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) abre inscrições para o curso "Combate ...

Tribunal amapaense participa de reunião para reformulação do Cadastro Nacional de Adoção

26/02/2015 - 13h05
A juíza da 2ª Vara de Família, Órfãos e Sucessões da Comarca de Macapá, Elayne Cantuária, participou de reunião em Brasília do grupo de trab...

Corregedoria instala Conselho da Infância e da Juventude

26/02/2015 - 12h56
Com o objetivo de atuar na promoção de políticas públicas que garantam os direitos de crianças e adolescentes a Corregedoria da Justiça do Maran...

Número de padrinhos afetivos aumenta em 2015 no Mato Grosso

26/02/2015 - 12h29
A Comissão Estadual Judiciária de Adoção (Ceja) de Mato Grosso está comemorando a conquista de 22 novos padrinhos afetivos de crianças e adolesc...

Judiciário credencia peritos para atuar em processos judiciais

26/02/2015 - 11h15
O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) está credenciando peritos, tradutores e intérpretes para atuar em perícias realizadas pela Justiça Estadua...
 

Acompanhe o CNJ

brasao

SEPN Quadra 514 norte, lote 7, Bloco B CEP: 70760-542

Telefones - 55 61 2326-5000 Horário de atendimento ao público: das 12h às 19h.