Notícias em Destaque

CNJ aprova resolução que disciplina a lei das escrituras


25/04/2007 - 12h27


O preço dos serviços cobrados em cartórios para a realização de divórcios, separações, partilhas e inventários consensuais acaba de ser regulamentado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).  

O preço dos serviços cobrados em cartórios para a realização de divórcios, separações, partilhas e inventários consensuais acaba de ser regulamentado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). De acordo com a resolução nº. 35, aprovada pelo órgão nesta terça-feira (24/04), a cobrança pelos serviços não pode ser proporcional ao valor dos bens envolvidos na causa. 

Essa cobrança proporcional - que acabava encarecendo consideravelmente os trâmites - vinha sendo praticada por cartórios desde o início do ano, quando foi aprovada a lei 11.441, conhecida como a lei das escrituras. Pelo caráter inovador da nova legislação, seu conteúdo gerou muitas divergências, controvérsias e dúvidas com relação à sua aplicação. E muitos cartórios começaram a cobrar alto pelos serviços, contrariando os objetivos da nova lei, que seria o de proporcionar as escrituras a um menor custo à população. 

De acordo com a resolução do CNJ, "a cobrança pelos serviços deve corresponder ao efetivo custo e à adequada e suficiente remuneração pela sua prestação". Além disso, o documento também deixa claro que está vedada "a fixação de custas em percentual incidente sobre o valor do negócio jurídico objeto dos serviços notariais e de registro".

Segundo o corregedor nacional de Justiça, ministro Antônio de Pádua Ribeiro, "é de suma importância que os objetivos visados pela lei não sejam prejudicados pela adoção de entraves burocráticos e exigências desnecessárias acabem por inviabilizá-la e frustrar sua finalidade".

A resolução 35 tem 53 artigos e também fixa que as escrituras públicas de inventário e partilha, separações e divórcios consensuais não dependem de homologação judicial e são títulos aptos para o registro civil e o registro imobiliário e para a transferência de bens e direitos. Essas escrituras públicas também podem ser utilizadas para a promoção de todos os atos necessários à concretização das transferências de bens e levantamento de valores em órgãos como o Detran, junta comercial, registro civil de pessoas jurídicas, instituições financeiras e companhias telefônicas, entre outras.

A resolução destaca ainda a gratuidade das escrituras de inventário, partilhas, separação e divórcio consensuais nos casos de apresentação de declaração dos interessados de que não possuem condições de arcar com as custas, ainda que as partes tenham advogado.



Siga o CNJ: Facebook Twitter Youtube Flickr RSS

Palavras-chave:

Notícias do CNJ

Justiça Federal cumpre meta de conciliações em processos do SFH

21/11/2014 - 10h57
Justiça Federal cumpre meta de conciliações em processos do SFHLevantamento feito pela Emgea (Empresa Gestora de Ativos), a pedido do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), mostra que a Justiça Federal já atingiu ...

Projeto literário garante remissão de pena e recupera presos em Joaçaba/SC

21/11/2014 - 10h07
Projeto literário garante remissão de pena e recupera presos em Joaçaba/SC Enquanto trabalham na cozinha, mulheres aproveitam para encenar a tragédia “Othello”, de Shakespeare, para melhor compreender a obra. O inusitado...

Menos processos para os juízes: nova lei revogou competência delegada para ações fiscais federais

20/11/2014 - 14h02
Menos processos para os juízes: nova lei revogou competência delegada para ações fiscais federaisAprovada, na semana passada, a conversão da Medida Provisória n. 651/14 na Lei n. 13.043, de 13 de novembro de 2014, vai representar alívio no núm...

Comissão discute atualização de regras para promoção de magistrados

20/11/2014 - 11h00
Comissão discute atualização de regras para promoção de magistradosA Comissão Permanente de Eficiência Operacional e Gestão de Pessoas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) recebeu, nesta quarta-feira (19/11), o t...

Conselho propõe à Enccla monitoramento da integração dos cartórios de registro civil

20/11/2014 - 10h16
Conselho propõe à Enccla monitoramento da integração dos cartórios de registro civil O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) pretende monitorar a implantação do Sistema de Informações de Registro Civil (SIRC) em 2015. O SIRC foi inst...

CNJ realizará cinco sessões extraordinárias entre novembro e dezembro

20/11/2014 - 09h58
CNJ realizará cinco sessões extraordinárias entre novembro e dezembroO Conselho Nacional de Justiça (CNJ) realizará cinco sessões plenárias extraordinárias entre novembro e dezembro deste ano. Portaria assinada pel...

Aprovada a criação de Varas de Trabalho e de cargos no Rio Grande do Sul

20/11/2014 - 09h45
Aprovada a criação de Varas de Trabalho e de cargos no Rio Grande do SulO Plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou, por unanimidade, na terça-feira (18/11), a emissão de parecer favorável à criação de...

Mais de 60 mil processos estão na pauta da próxima Semana Nacional da Conciliação

20/11/2014 - 09h04
Mais de 60 mil processos estão na pauta da próxima Semana Nacional da ConciliaçãoA IX Semana Nacional da Conciliação de 2014, que será realizada entre os dias 24 a 28 de novembro, já tem mais de 60 mil processos inscritos para ...

Conselho determina o afastamento do corregedor-geral de Justiça do Amapá

19/11/2014 - 11h13
Conselho determina o afastamento do corregedor-geral de Justiça do AmapáPor unanimidade, o Plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou, na sessão desta terça-feira (18/11), a instauração de processo adm...

Notícias do Judiciário

Judiciário do Rio lança cartilha sobre conciliação e mediação

21/11/2014 - 11h56
Júlia é uma criança de nove anos que sempre tenta resolver as pendências entre vizinhos em seu condomínio. A historinha, simples e divertida, faz...

Filhos são os maiores agressores de idosos, diz Mapa da Violência

21/11/2014 - 11h54
Aproximadamente, 60% dos agressores de pessoas idosas são os próprios filhos. A informação está no Mapa da Violência Contra a Pessoa Idosa no Di...

Vara de Execuções Penais realiza inspeção no Presídio São Luiz 3

21/11/2014 - 11h44
O juiz titular da 2ª Vara de Execuções Penais, Fernando Mendonça, realiza nesta sexta-feira (21/11) uma inspeção na nova unidade prisional da ca...

Corregedoria leva cidadania a moradores de Lagoa dos Gatos

21/11/2014 - 11h33
O Programa Um Passo a Mais para a Cidadania, na cidade de Lagoa dos Gatos, interior de Pernambuco, termina nesta sexta-feira (21/11). A iniciativa da ...

Tribunal produz vídeo de divulgação da Semana Nacional da Conciliação

21/11/2014 - 11h21
Para envolver e incentivar a participação dos cidadãos naSemana Nacional de Conciliação, promovida anualmente pelo Conselho Nacional de Justiça ...

Vara Cível de Itaberaba inova para aumentar o número de audiências

21/11/2014 - 11h07
A 1ª Vara Cível de Itaberaba (BA), situada a 200 quilômetros de Salvador, pautou aproximadamente 1,2 mil processos para a Semana Nacional da Concil...

Tribunal maranhense adere à campanha pelo fim da violência contra a mulher

21/11/2014 - 10h24
A Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Cemulher) do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) está enga...

Experiência do Judiciário maranhense será levada a outros estados

20/11/2014 - 15h41
O projeto de audiência de custódia desenvolvido e implantado pela Corregedoria da Justiça do Maranhão (CGJ-MA) será utilizado como modelo para o ...

Limoeiro do Norte realiza audiências e promove curso sobre adoção

20/11/2014 - 11h59
A juíza Sâmea Freitas da Silveira, titular da 3ª Vara da Comarca de Limoeiro do Norte (CE), realizou sete audiências concentradas no dia último 1...
 

Acompanhe o CNJ

brasao

SEPN Quadra 514 norte, lote 7, Bloco B CEP: 70760-542

Telefones - 55 61 2326-5000 Horário de atendimento ao público: das 12h às 19h.