Notícias em Destaque

CNJ aprova resolução que disciplina a lei das escrituras


25/04/2007 - 12h27


O preço dos serviços cobrados em cartórios para a realização de divórcios, separações, partilhas e inventários consensuais acaba de ser regulamentado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).  

O preço dos serviços cobrados em cartórios para a realização de divórcios, separações, partilhas e inventários consensuais acaba de ser regulamentado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). De acordo com a resolução nº. 35, aprovada pelo órgão nesta terça-feira (24/04), a cobrança pelos serviços não pode ser proporcional ao valor dos bens envolvidos na causa. 

Essa cobrança proporcional - que acabava encarecendo consideravelmente os trâmites - vinha sendo praticada por cartórios desde o início do ano, quando foi aprovada a lei 11.441, conhecida como a lei das escrituras. Pelo caráter inovador da nova legislação, seu conteúdo gerou muitas divergências, controvérsias e dúvidas com relação à sua aplicação. E muitos cartórios começaram a cobrar alto pelos serviços, contrariando os objetivos da nova lei, que seria o de proporcionar as escrituras a um menor custo à população. 

De acordo com a resolução do CNJ, "a cobrança pelos serviços deve corresponder ao efetivo custo e à adequada e suficiente remuneração pela sua prestação". Além disso, o documento também deixa claro que está vedada "a fixação de custas em percentual incidente sobre o valor do negócio jurídico objeto dos serviços notariais e de registro".

Segundo o corregedor nacional de Justiça, ministro Antônio de Pádua Ribeiro, "é de suma importância que os objetivos visados pela lei não sejam prejudicados pela adoção de entraves burocráticos e exigências desnecessárias acabem por inviabilizá-la e frustrar sua finalidade".

A resolução 35 tem 53 artigos e também fixa que as escrituras públicas de inventário e partilha, separações e divórcios consensuais não dependem de homologação judicial e são títulos aptos para o registro civil e o registro imobiliário e para a transferência de bens e direitos. Essas escrituras públicas também podem ser utilizadas para a promoção de todos os atos necessários à concretização das transferências de bens e levantamento de valores em órgãos como o Detran, junta comercial, registro civil de pessoas jurídicas, instituições financeiras e companhias telefônicas, entre outras.

A resolução destaca ainda a gratuidade das escrituras de inventário, partilhas, separação e divórcio consensuais nos casos de apresentação de declaração dos interessados de que não possuem condições de arcar com as custas, ainda que as partes tenham advogado.



Siga o CNJ: Facebook Twitter Youtube Flickr RSS

Palavras-chave:

Notícias do CNJ

CNJ no Ar desta sexta destaca a importância da conciliação para a economia

24/07/2014 - 16h06
CNJ no Ar desta sexta destaca a importância da conciliação para a economia O CNJ no Ar desta sexta-feira (25/7) abordará a importância da conciliação para a economia brasileira, cujo crescimento teve como um dos pilares...

Audiência pública discutirá acesso da juventude negra à Justiça

24/07/2014 - 09h03
Audiência pública discutirá acesso da juventude negra à JustiçaDados do Ministério da Saúde mostram que 76,6% dos jovens vítimas de homicídio em 2010 são negros. Enquanto o número de brancos assassinados cai...

CNJ no Ar mostra experiência de conciliação do TJPA

23/07/2014 - 15h35
CNJ no Ar mostra experiência de conciliação do TJPA O CNJ no Ar desta quinta (24/7) mostrará a experiência da Coordenadoria de Precatórios do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA), que ati...

CNJ oferece à sociedade curso a distância sobre o Poder Judiciário

23/07/2014 - 10h21
CNJ oferece à sociedade curso a distância sobre o Poder Judiciário O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) oferecerá, em setembro, o curso Conhecendo o Poder Judiciário e o Papel do CNJ. As aulas serão realizadas na ...

Sustentação oral pode ser requerida até início de sessão de julgamento

23/07/2014 - 09h13
 Sustentação oral pode ser requerida até início de sessão de julgamentoA sustentação oral é prerrogativa jurídica essencial ao direito de defesa. Com base nessa premissa, a conselheira Gisela Gondin concedeu liminar q...

Fórum da Saúde é destaque do CNJ no Ar desta quarta-feira

22/07/2014 - 18h30
Fórum da Saúde é destaque do CNJ no Ar desta quarta-feira O programa CNJ no Ar desta quarta-feira (23/7) apresenta detalhes da atuação do Fórum Nacional do Judiciário para monitoramento e resolução da...

Inscrições para VIII Jornada da Lei Maria da Penha vão até sexta-feira, dia 25

22/07/2014 - 12h00
Inscrições para VIII Jornada da Lei Maria da Penha vão até sexta-feira, dia 25Já estão abertas as inscrições para a VIII Jornada de Trabalhos da Lei Maria da Penha (Lei n. 11.340/2006), evento que discutirá os desafios a se...

Tornozeleira eletrônica é tema do CNJ no Ar desta terça-feira

22/07/2014 - 09h59
Tornozeleira eletrônica é tema do CNJ no Ar desta terça-feiraO uso da tornozeleira eletrônica para coibir casos de infração da Lei Maria da Penha, em Fortaleza/CE, é destaque do programa CNJ no Ar desta ter...

Inscrições para o Selo Infância e Juventude começam nesta sexta-feira

22/07/2014 - 09h10
Inscrições para o Selo Infância e Juventude começam nesta sexta-feiraAs inscrições para os Tribunais de Justiça concorrerem à primeira edição do Selo Infância e Juventude poderão ser feitas no período de 25 de ...

Notícias do Judiciário

Comissão de Votação Paralela será instalada nesta sexta

25/07/2014 - 08h35
O Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) realiza nesta sexta-feira (25/7), às 14h, a solenidade de instalação da Comissão de Vota...

Semana de Formação de Magistrados será realizada em outubro

25/07/2014 - 08h27
A Escola Judicial (EJud) do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (TRT-MA) iniciou os preparativos visando à realização da 2ª Semana de Fo...

Equipes multidisciplinares auxiliam juízes em suas decisões

25/07/2014 - 08h12
    Escutar a mulher agredida, o homem agressor, o adolescente vítima de abandono, maus-tratos, ou que cometeu ato infracional, possibili...

Centros Judiciários alcançam 74% de conciliações

25/07/2014 - 07h53
Em seis meses, os Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania espalhados por Mato Grosso alcançaram a marca de 912 acordos firmados, o...

Tribunal participa dos testes de campo dos sistemas eleitorais em Manaus

25/07/2014 - 07h44
Os servidores Marco Aurélio Giralde, Jader Batista Gonçalves e Félix Valois representaram o Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) no Te...

Mutirão do Seguro DPVAT alcança 80% de acordos nos dois primeiros dias

25/07/2014 - 07h41
O mutirão de conciliação envolvendo processos do Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados Por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) ...

Corregedoria garante cidadania com o acesso aos serviços cartorários

25/07/2014 - 07h22
Dentro de uma nova dinâmica social, a palavra cidadania tem ganhado um significado cada vez mais amplo, considerando que o acesso a serviços públic...

Judiciário controla quatro mil apenados por sistema biométrico

25/07/2014 - 07h18
O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) lançou nova versão do sistema Convictus, que controla, através da biometria, a situação e frequência ...

Ferramenta agiliza busca processual no Portal do Judiciário

24/07/2014 - 07h37
Informações sobre o andamento de processos na justiça de 1º e 2º graus agora podem ser pesquisadas com mais agilidade no Portal do Poder Judiciá...
 

Acompanhe o CNJ

brasao

Sede: Supremo Tribunal Federal - Anexo I, Praça dos Três Poderes, S/N CEP:70175-901 - Anexo: SEPN Quadra 514 norte, lote 7, Bloco B CEP: 70760-542

Telefones - 55 61 2326-5000 Horário de atendimento ao público: das 12h às 19h.