Mediação Digital

A alternativa rápida e econômica de solução de conflitos! O serviço é público e gratuito e facilita o diálogo entre as partes para a realização de um acordo que poderá ser homologado por um juiz. Aqui seu acordo tem valor legal. Tudo isso sem a necessidade de sair de casa.

Para dar início à solução de seu problema, siga esses passos:

CADASTRE-SE NO SITE DESCREVA O CONFLITO DIALOGUE COM A OUTRA PARTE AVALIE A PROPOSTA CHEGUE A UM ACORDO

Para dar início à solução de seu problema, siga esses passos:
  • CADASTRE-SE NO SITE
  • DESCREVA O CONFLITO
  • DIALOGUE COM A OUTRA PARTE
  • AVALIE A PROPOSTA
  • CHEGUE A UM ACORDO
Rio 2016
Para mais informações:
sistemasnacionais@cnj.jus.br
(61) 2326-5454


Neste documento são encontrados esclarecimentos sobre quais informações são coletadas dos usuários do Sistema de Mediação e Conciliação Digital do Conselho Nacional de Justiça, a finalidade de referidas informações e sobre o armazenamento e uso dos dados coletados.

Definida em linhas gerais neste documento, a política de privacidade é aplicável a qualquer usuário do Sistema.Por ser de adesão voluntária ,o Sistema não é recomendado para quem discorde da política de privacidade.


As informações solicitadas aos usuários pelo Sistema têm a finalidade de viabilizar a comunicação entre o autor da demanda e a parte demandada, além de tornar mais transparente a relação estabelecida.

Para isso, pessoas físicas deverão informar nome completo, CPF, data de nascimento, sexo, renda, telefone, endereço, e-mail e nome da mãe. Caso a demanda formalizada no Sistema também esteja submetida a alguma ação judicial, deverão ser informados o número do processo e a Vara onde tramita, indicando-se a respectiva Unidade da Federação.

Se o usuário for pessoa jurídica, deverão ser informados o nome fantasia, razão social, CNPJ, ramo empresarial, telefone, endereço e e-mail.

Referidas informações serão solicitadas apenas quando o interessado criar um perfil de usuário no Sistema.


O CNJ não venderá, não alugará, não cederá nem de qualquer modo compartilhará as informações prestadas pelos usuários e armazenadas no Sistema, salvo nas hipóteses em que as informações sejam requisitadas por ordens judiciais.

O Sistema não salva cookies em seu navegador.


Em caso de alteração desta Política de Privacidade, os usuários serão notificados com publicação no sítio eletrônico do Sistema e em outros meios que viabilizem a ciência por todos os interessados.


Dúvidas relativas à política de privacidade do Sistema devem ser encaminhadas ao e-mail: sistemasnacionais@cnj.jus.br